″ Aprendemos as lições da difícil decisão de Matosinhos ″

A Galp Energia aprendeu algumas das “lições” após a decisão de encerrar a refinaria de Matosinhos, nomeadamente sobre como poderia ter interagido melhor com os trabalhadores para evitar uma reacção negativa, admitiu Andy Brown, CEO da empresa.

“Nós realmente aprendemos algumas lições. Como poderíamos ter nos engajado mais, como poderíamos ter feito para não obter a reação que obtivemos”, disse Brown, em entrevista à Lusa durante o Web Summit, em Lisboa,

A Galp anunciou a 21 de dezembro de 2020 o encerramento da refinaria a 1.600 trabalhadores, tendo encerrado a última unidade de produção a 30 de abril, na sequência da decisão de concentrar a operação em Sines.

O primeiro-ministro António Costa, no dia 19 de setembro, durante a campanha eleitoral para as autarquias locais, criticou duramente a Galp sobre a decisão de encerrar a refinaria, dizendo “que quem assim agir deve aprender uma lição”.

Brown sublinhou que a opção pelo encerramento da refinaria foi uma decisão muito difícil da anterior comissão executiva, lembrando que a unidade perdeu 800 milhões de euros entre 2005 e 2020.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © turnozero.com.
turnozero.com is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Turno Zero