A Anacom recomenda que a televisão a cabo gratuita seja possível – Telecomunicações

“Porque não recebemos televisão por cabo gratuitamente onde quer que haja cabo”, questionou João Cadete de Matos, quando questionado sobre a TDT, num encontro com jornalistas.

“O que eu acho é que em termos de futuro faz sentido ter […] televisão a cabo gratuita ”, reforçou o presidente do órgão regulador.

Esta é uma “recomendação que já fizemos ao Governo”, no âmbito do grupo de trabalho criado pelo Secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media, Nuno Artur Silva, sobre o futuro da TDT [televisão digital terrestre], “é algo que deveria fazer parte da equação”, considerou.

“E se considerarmos que o concurso para levar fibra ótica a todo o país já está nas especificações do Governo, pode até ser o grossista que leva fibra ótica para levar televisão para todo o lado”, acabando assim com o problema da proliferação de antenas.

E se não houver cabo, “pode ​​haver antena parabólica e satélite”, acrescentou João Cadete de Matos, nomeadamente tendo em conta que Portugal tem o “paradoxo” de ser um país onde predomina a televisão paga e ser “recorde na Europa” nesta matéria.

Atualmente, a Meo / Altice Portugal detém a concessão da TDT, que termina em 2023.

Ainda em 2023, termina o mandato de João Cadete de Matos como presidente da Anacom, prevendo-se o regresso do responsável ao Banco de Portugal.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © turnozero.com.
turnozero.com is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Turno Zero