Janeiro 26, 2021

Turno Zero

Notícias Completas mundo

A democracia tem futuro? – 25.7.2020. – Hélio Schwartsman

A democracia tem futuro? - 25.7.2020. - Hélio Schwartsman

Como diz o provérbio polonês, “um pessimista não passa de um otimista bem informado”. Sou moderadamente pessimista em relação ao futuro. […] A crise não é apenas política; tem raízes profundas na economia e na sociedade. É isso que eu considero mau. “Estas são as conclusões de Adam Przeworski em“ A Crise da Democracia ”, seu último livro.

Do lado otimista, vale a pena notar que Przeworski não está comprando a tese cada vez mais popular de que a democracia tem seus números. Embora seja comum uma comparação com o surgimento do fascismo das décadas de 1920 e 1930 na Europa, o autor mostra que existem diferenças que tornam improvável uma repetição da história.

Um diz respeito à ideologia. No século passado, tanto a direita (nazistas e fascistas) quanto a esquerda (comunistas) eram contra a democracia. Eles se foram hoje. Mesmo a lei que nos persegue não tem intenção de substituir as eleições por outro sistema de eleição de governantes. É um direito que funciona contra instituições, mas não é contra a escuta da população.

E isso nos leva ao lado pessimista. Para o autor, uma série de desenvolvimentos no campo econômico e na maneira como nos relacionamos criou essa situação na qual mais eleitores escolhem líderes cujas políticas comprometem a democracia. Aqui estamos falando de fatores difíceis de mudar, como aumento da desigualdade, polarização e declínio dos sindicatos e partidos políticos.

E não siga essas histórias que temos que radicalizar a democracia para resolver tudo. Para Przeworski, a democracia não tem poder mágico. É apenas uma maneira prática de resolver o conflito, que acontece quando aqueles que perdem a eleição deixam o poder. Nem mais nem menos.