Novembro 28, 2020

Turno Zero

Notícias Completas mundo

A ESFERA – Assembleia Geral de remoção no dia 2 de dezembro (Vitória de Setúbal)

Os membros da Vitória de Setúbal irão deliberar no dia 2 de dezembro pela continuidade dos atuais órgãos sociais. O presidente da Mesa da Assembleia Geral de Vitória, Nuno Guerreiro Soares, agendou a reunião, após 113 membros do Sadino terem requerido a destituição da Mesa de Paulo Rodrigues. Os estatutos de Vitória exigem pelo menos 100 assinaturas de membros.

De acordo com o comunicado, a que o BOLA teve acesso, a AG será apenas para votação, uma vez que a Direcção-Geral da Saúde não permitiu que um evento reunisse várias pessoas no mesmo local em discussão. Assim, os membros terão apenas que votar Sim ou Não ao pedido de demissão.

O local escolhido foi o Bingo do clube, das 11h às 21h do dia 2 de dezembro.

Confira o comunicado da Mesa da Assembleia Geral de V. Setúbal:

«Na sequência do pedido apresentado por 121 sócios, dos quais 113 são de qualidade, no sentido de convocar a Assembleia Geral Extraordinária com o propósito de destituir a Direcção do Vitória Futebol Clube, consideramos que se refere o seguinte:

a) o pedido apresentado tem enquadramento estatutário no artigo 34, visto que a alínea c) prevê este tipo de situação desde que, no requerimento fundamentado, o pedido seja subscrito por 100 (cem) membros efectivos no gozo dos seus direitos e , nas circunstâncias, contém 113 (centro e treze) assinaturas;

b) A nível teórico, o MAG não tem fundamento para indeferir a reclamação porque, efetivamente, esta é da competência da assembleia geral tendo em vista o disposto no artigo 26 al. b) os Estatutos;

c) MAG, ao mesmo tempo que consultou a Direcção-Geral da Saúde, para melhor compreender a forma e em que termos pode decorrer a reunião, comunicamos aos subscritores o pedido das diligências que efectuámos;

d) Ontem recebemos parecer desfavorável da DGS para a realização de AG Extraordinária que inclui debate, tendo em conta o disposto na Resolução do Conselho de Ministros nº. 92-A / 2020, de 2 de novembro, na versão atualizada, não devem ser realizados eventos nos municípios sujeitos a medidas especiais que impliquem aglomeração de pessoas em número superior a cinco, a menos que pertençam ao mesmo agregado familiar;

.js">

e) Recebemos também da DGS parecer favorável à realização de AG extraordinária apenas para votação, com o mesmo modelo de segurança que foi utilizado para a questão dos terrenos cedidos pela Câmara Municipal de Setúbal;

Desta forma, entendemos que a melhor forma de servir ao clube é passando a decisão aos sócios.

Devido à contingência atual, e porque o atraso na realização desta AG Extraordinária pode influenciar negativamente a situação em que já vivemos, decidimos que a mesma será realizada com ponto de votação único, na decisão de destituir o conselho em exercício:

Tendo em vista o momento vivido no Vitória Futebol Clube e principalmente no Vitória Futebol Clube SAD, a prancha deve ser retirada?

SIM ———————— VOTE SQUARE

NÃO ————————- VOTE SQUARE

Em caso de vitória da opção “SIM”, consideramos que equivale à revogação do mandato da administração e demais órgãos sociais, uma vez que foram eleitos em lista única.

Em caso de vitória da opção “NÃO”, o conselho será legitimado com voto de confiança, podendo continuar a exercer suas funções e cumprir o mandato da forma que melhor o entender.

Durante a próxima segunda-feira, 23 de novembro de 2020, serão dados passos para agendar a Assembleia Geral Extraordinária, conforme acima referido, a realizar-se com um único ponto de votação, para o próximo dia 2 de dezembro de 2020, a realizar no Bingo do Vitória Futebol Clube, entre 11h e 21h.

Fomos eleitos para defender os interesses do maior patrimônio, os sócios, e faremos tudo para cumprir os estatutos do clube e dar voz a todos que desejam contribuir para nos colocar no caminho certo e de volta ao nosso lugar.

O Presidente da Mesa da Assembleia Geral

Nuno Soares

O Vice-Presidente da Mesa da Assembleia Geral

Filipe Beja »