Janeiro 18, 2021

Turno Zero

Notícias Completas mundo

A situação no Algarve está “longe de ser controlada”

A situação epidemiológica no Algarve está “longe de estar controlada”, sendo os últimos quinze dias os que registaram o maior número de casos confirmados desde o início da pandemia. Esta sexta-feira, em conferência de imprensa da Comissão Distrital de Protecção Civil, Paulo Morgado, presidente da Administração Regional de Saúde, revelou que a região está “globalmente acima do limite de 240 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias”.

Segundo este responsável, a taxa de transmissão (TR) da doença no Algarve é de 1,1, «valor acima do TR nacional. No entanto, não é o pior de todas as regiões. “

Paulo Morgado acredita que “podemos chegar à área do planalto”, mas isso não significa que a situação esteja próxima do controle. Na verdade, de acordo com o presidente do LFS, o número diário de casos “não deve começar a cair antes de meados de dezembro”.

“Só agora começamos a ver uma diminuição no número de novos casos em regiões que têm medidas muito mais longas, como o norte, onde o RT já se aproxima de 1. As medidas demoram várias semanas para entrar em vigor e, portanto, não podemos relaxar”, disse.

Quanto à capacidade instalada em hospitais, segundo Paul Morgad, “ainda há uma ocupação baixa em comparação com outras regiões do continente. Na UTI, temos 10 leitos ocupados de um total de 17, que estão alocados para pacientes com Covid nesta fase, mas ainda há uma capacidade remanescente significativa ”, garantiu.

Atualmente a maior epidemia da região, segundo revela Ana Cristina Guerreiro, delegada regional de saúde, é o da Prisão de Faro, “O que totaliza 80 casos, a maioria prisioneiros.”

Existem ainda, segundo o responsável, várias epidemias “relacionadas com festas, aniversários e confraternizações familiares, por exemplo em Lagoa e Portimão” e uma epidemia em Lagos que já causou 19 casos Covid-19.

Paulo Morgado sublinhou que atualmente o cenário regional é de “surtos esparsos ocorrendo aqui e ali”, pois “nos últimos 15 dias o Barlavento e a zona centro foram mais afetados”.

Esta sexta, No Algarve foram notificados 83 novos casos Covid-19 e três mortes.

Ajude-nos a fazer informações sobre o sul!
Contribua com sua doação para que possamos continuar criando seu jornal!

Clique aqui para nos apoiar (Paypal)
Ou use nosso IBAN PT50 0018 0003 38929600020 44