Janeiro 26, 2021

Turno Zero

Notícias Completas mundo

Acidente que matou Sara Carreira é filmado e polícia quer as imagens – Notícias

Antes mesmo da limpeza das centenas de naufrágios espalhados ao longo da A1, a GNR já tinha preparado o pedido formal à Brisa – o procedimento envolveu um pedido do Ministério Público de Santarém, que supervisiona a investigação – para aceder às imagens de videovigilância do troço da autoestrada A1, onde ocorreu o brutal acidente que matou Sara Carreira.

Por se tratar de um acidente com vítima fatal e pode haver crime de homicídio culposo, as autoridades querem saber os momentos exatos dos três confrontos ocorridos, bem como estimar as velocidades dos veículos envolvidos. E as imagens são essenciais para auxiliar nesse processo.

A investigação em curso terá também em conta os testemunhos de Ivo Lucas (internado no hospital de Santa Maria), que ia conduzir o Land Rover onde faleceu Sara Carreira, da fadista Cristina Branco – a primeira vítima de um acidente – e de outro motorista que no mesmo conseguiu passar pelos destroços sem bater em ninguém.

COMO TUDO ACONTECEU

A sucessão de choques ocorreu entre 18h35 e 18h45, período em que chovia forte e a visibilidade era reduzida. O INEM recebeu vários telefonemas de testemunhas da tragédia.

A fadista Cristina Branco conduzia uma carrinha Volvo que se teria perdido, imobilizada no centro da A1, sem luzes. A cantora e a filha de dez anos fugiram para a guia central. Algum tempo depois, aparece o carro de Ivo Lucas que, surpreso com o obstáculo da estrada, tentou evitar a colisão, mas ao se esquivar bateu no volante do carro do artista com roda, rolando várias dezenas de metros.

Quando o jipe ​​parou, outro carro, supostamente um Fiat Palio, colidiu com violência justamente no “hangar” do Range Rover, por onde viajava Sara Carreira. Este veículo até teve um início de incêndio.

Outro veículo acabou batendo na traseira do Volvo de Cristina Branco.

A equipa do Núcleo de Investigação de Acidentes Rodoviários da GNR de Santarém é composta por um sargento e quatro guardas e tem agora a árdua tarefa de juntar todas estas peças do puzzle para explicar como realmente aconteceu esta tragédia.