Adidas e Ford aderem ao boicote à publicidade nas redes sociais – 29 de junho de 2020

Adidas e Ford são mais duas empresas multinacionais que anunciaram hoje que se juntarão ao boicote à publicidade nas redes sociais.

A Adidas disse que iria parar de anunciar em Facebook e no Instagram durante o mês de julho. As diretrizes se aplicam a todas as marcas da empresa, incluindo a Reebok, em todo o mundo.

Ford, entretanto, disse que a medida é válida pelos próximos 30 dias e abrange o YouTube e o Twitter, além do Facebook e Instagram. A montadora ainda está avaliando se a medida será válida para marcas na Europa e América do Sul.

“Estamos pausando toda a publicidade de mídia social nos próximos 30 dias para reavaliar nossa presença nessas plataformas. É necessário erradicar a existência de conteúdo que inclua discursos de ódio, violência e injustiça racial nas plataformas sociais”. disse o fabricante do carro, em um comunicado.

As duas multinacionais estão se juntando a uma enorme lista de empresas que já anunciaram que deixarão de promover anúncios nas mídias sociais. Unilever, Coca-Cola, Honda, Starbucks, Levi’s e Diageo são algumas das empresas que já participam do boicote.

Por exemplo, as decisões da Coca-Cola e da Diage são globais, incluindo o Brasil. A Coca-Cola ainda não decidiu se a suspensão será usada apenas para incentivar publicações ou se a empresa deixará de publicar conteúdo online.

Boicote sem aderir ao movimento #StopHateForProfit

“Não há lugar para o racismo no mundo e não há racismo nas mídias sociais”, disse James Quincey, CEO da Coca-Cola, em comunicado. O executivo explicou que a decisão serviria a empresa “para revisar (suas) estratégias de publicidade e verificar se elas precisavam ser revisadas”.

A decisão, pelo menos por enquanto, não significa o compromisso da Coca-Cola com o movimento Stop Hate For Profit, lançado por seis grupos de direitos civis dos EUA. Até o momento, mais de 150 empresas aderiram à iniciativa.

O movimento exige que a rede social seja “menos branda” com mensagens de ódio postadas na plataforma. O Facebook gera 98% de sua receita através de publicidade. A empresa recebeu US $ 17,4 bilhões em publicidade apenas no primeiro trimestre de 2020.

De acordo com gestão insider, o boicote já afetou o valor de mercado do Facebook em cerca de US $ 60 bilhões em apenas 2 dias

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

TURNOZERO.COM PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Turno Zero