Alocação de Portugal no GATT aumentou 168%

Após uma semana de “negociações intensas” entre as várias organizações, a dotação portuguesa para a pesca do bacalhau aumentará 168 por cento em 2022, de 293 toneladas para 784 toneladas.

Segundo a Direcção-Geral da Natureza, Defesa e Serviços Marítimos: “As negociações foram difíceis, especialmente no que diz respeito ao Código, mas os resultados finais foram positivos”.

De segunda a sexta-feira da semana passada, decorreu em videoconferência a 43ª Reunião Anual da Organização das Pescarias do Noroeste do Atlântico (NAFO), com 150 participantes.

De acordo com a DGRM, a reunião anual é “muito importante para a marinha de pesca portuguesa, visto que opera em águas internacionais porque visa estabelecer possibilidades de pesca de bacalhau e outras espécies relacionadas com a alimentação portuguesa”.

Com o apoio de representantes da União Europeia (UE) e de algumas das partes do tratado, a DGRM conseguiu manter uma quota de interesses diversos para Portugal, somando-se ao apoio para a adoção do Código de Fidelidade no ano seguinte.

Além das partes contratantes, a reunião da NAFO deste ano contou com a presença de ONGs, cientistas e observadores, bem como armadores nacionais interessados ​​na pesca de casacos.

A 44ª Reunião Anual da NAFO realizar-se-á em 2022 em Portugal.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © turnozero.com.
turnozero.com is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Turno Zero