Covid: Brasil tem 632 mortes em 24 horas e excede 80.000 mortes – 20.07.2020

O Ministério da Saúde anunciou hoje que começou a registrar mais 632 mortes nas últimas 24 horas devido a infecção causada pelo novo coronavírus. Ao fazer isso, o Brasil superou a cifra de 80.000 vítimas cobertas por 19 desde o início da pandemia. Agora existem 80.120 mortes confirmadas nas contas do mapa.

Segundo o governo federal, 20.257 casos confirmados de infecção por coronavírus em todo o país foram registrados na conta hoje. O número total de pacientes diagnosticados com covid-19 atingiu 2.118.646.

Ainda segundo o ministério, o Brasil atualmente monitora 629.324 pacientes, e o número total de casos recuperados atingiu 1.409.202.

Atraso na detecção de sinais de morte por coronavírus

O Brasil sofreu 70.000 mortes cobertas por 19, relatadas pelo Ministério da Saúde em 10 de julho. No entanto, esse ponto de virada pode ter ocorrido muitos dias antes. A causa é a diferença entre a data em que a morte ocorreu e o dia em que foi oficialmente anunciada.

Comparando os dados dos registros de óbitos com as notificações do Ministério e dos serviços de saúde estaduais e municipais, Twitter descobriu que o governo deixa marcas de morte com pelo menos 10.000 atrasos na morte. Os dados oficiais são coletados pelas autoridades locais de saúde e consolidados por Brasília em nível nacional.

Razão? Atraso na inclusão no sistema nacional, atraso nos resultados laboratoriais confirmados coronavírus, falta de equipamentos, entre outros.

A vacina chinesa a ser testada no Brasil chega a São Paulo

A vacina contra o novo coronavírus da empresa farmacêutica chinesa Sinovac Biotech deve ser testada no Brasil chegou hoje em São Paulo, informou o governador do Estado, João Doria (PSDB). Prevê-se que a vacina esteja disponível até junho de 2021.

O governo de São Paulo anunciou no mês passado uma parceria entre o Instituto Butão e uma empresa farmacêutica. Naquela ocasião, Doria disse que os testes começarão em julho, e o Instituto Butão terá domínio da tecnologia para produção em larga escala.

No Brasil, nove mil voluntários serão testados – eles são profissionais de saúde obrigatórios.

Veículos se unem para obter informações

Em resposta à decisão do governo de Jair Bolsonar (sem partido) de restringir o acesso aos dados da pandemia da covid-19, a mídia Twitter, Estado de São Paulo, Folha de S. Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio para cooperar e solicitar os dados necessários diretamente às secretarias estaduais de saúde de 27 unidades da Federação.

O governo federal, através do Ministério da Saúde, deve ser uma fonte natural desses dados, mas opiniões recentes do governo e do próprio presidente questionam a disponibilidade dos dados e sua precisão.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © turnozero.com.
turnozero.com is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Turno Zero