Novembro 25, 2020

Turno Zero

Notícias Completas mundo

Cristina Ferreira se espreguiçou e perdeu – Paulo Abreu

Depois de 16 anos na TVI, Cristina Ferreira bate à porta, onde já era rainha, e muda-se para a SIC. Foi uma bomba. Em Paço de Arcos pagam-lhe um vencimento mensal de 80 mil euros e dão-lhe ainda a possibilidade de mandar, como consultor executivo da direcção-geral de Entretenimento do grupo Impresa. Estreia na telinha no dia 7 de janeiro de 2019, antes do programa matinal da emissora, e desde então sempre vem ganhando. O rival, Manuel Luís Goucha, bate por muitos e leva a SIC à liderança de público, depois de mais de uma década no escuro. Era imparável.

Mas a felicidade desaparece rapidamente. E, aproveitando o assédio do seu primeiro amor profissional, volta a bater a porta, trocando a SIC pela TVI, onde recebe 250 mil euros por mês. O calendário marca 17 de julho de 2020. E temos outra bomba novamente. No entanto, este tem contornos judiciais que prometem fazer correr muita tinta no tribunal. Na TVI, além de um contrato (ainda mais) milionário, Cristina assume as áreas de Ficção e Entretenimento. Passa a ser acionista da Media Capital, com 2,5% das ações da empresa. Nunca visto antes.

Vivendo um sonho e motivada pela guerra com Balsemão e Daniel Oliveira, Cristina arregaça as mangas e começa a trabalhar. Em várias frentes, mas principalmente no seu programa, algo megalomaníaco, semanal, sem um determinado dia, de manhã e à tarde. ‘Dia de Cristina’ arranca a 23 de Setembro e, com um investimento de 300 mil euros, termina no próximo mês. Sem glória. Venceu pela manhã, mas cedeu à tarde para Júlia Pinheiro, com raras exceções. Ele não criou dinâmica ou construiu lealdade pública. O equilíbrio é um só: por melhor que seja a ideia, é uma derrota no currículo do apresentador. E o tempo provou que eu estava certo. Sempre argumentei aqui que Cristina deveria ter se protegido. Gostar? Fazendo ‘Você na TV!’ até o final do ano. E então, sim, no início de 2021, ele seguiria para o formato dos seus sonhos. Ele se arriscou e errou. Ele gastou dinheiro e perdeu prestígio. Agora, siga em frente. Com menos margem de erro em Queluz de Baixo. Mas isso, a estrela da televisão portuguesa sabe melhor do que ninguém.

.js">