Do Talibã às terras de Ronaldo, as jogadoras de futebol afegãs treinam novamente

Forçadas a fugir do Afeganistão depois de serem capturadas pelo Talibã, integrantes da seleção afegã de futebol juvenil e suas famílias se refugiaram em Portugal e estão treinando novamente nos subúrbios de Lisboa.

Nimmathi, que descobriu um refúgio seguro depois de chegar em 19 de setembro, estava com uma cara feia e o filho mais popular hoje em dia é jogador de futebol.

No Afeganistão foi muito pior.

Ramsey, vestindo uma camisa vermelha e uma bandana preta na cabeça, disse que gostaria de conhecer a estrela do Manchester United, cinco vezes vencedora do Ballon d’Or.

O governo português disse que sua salvação veio de “uma operação conjunta entre autoridades americanas e portuguesas”.

Desde que assumiram o poder em 15 de agosto, elas afirmam que as mulheres podem jogar futebol, mas foram proibidas de jogar em público – sob condições estritas.

No entanto, membros da equipe sênior – muitos dos quais voaram para a Austrália no final de agosto – foram ameaçados por ferozes islâmicos e outros foram atacados pelo Taleban.

O futebol no país cresceu rapidamente desde que as primeiras seleções femininas do Afeganistão começaram a se formar, há cerca de 15 anos.

Mas Cabul desapareceu da noite para o dia após cair nas mãos do Taleban.

O jogador de 23 anos viajou do Canadá com o essencial e deu o treinamento na quinta-feira.

“Ainda há muito trabalho a ser feito”, disse Mukhtaj à AFP.

lf / pi / jm / dl

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © turnozero.com.
turnozero.com is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Turno Zero