Turno Zero

Notícias Completas mundo

Genebra aprova o maior salário mínimo do mundo. 3 785 euros por mês

A votação que teve lugar este domingo em Genebra não deixa dúvidas, os habitantes de Genebra, na Suíça, aprovaram a proposta de um salário mínimo de 21,3 euros por hora para quem trabalha na cidade.

O alto salário também se justifica por Genebra ser uma das cidades mais caras do mundo, onde o aluguel de um apartamento de dois quartos pode chegar a 3.000 francos e um café custa entre 4 e 5 francos. O salário mínimo garantido será de 4.086 francos suíços por mês para 42 horas de trabalho por semana, cerca de 3 785 euros, o que o torna assim o mais alto do mundo, segundo A vanguarda.

A votação teve contratempos no passado. Em 2014, os eleitores votaram contra a introdução de um salário mínimo. Houve três tentativas de aprovação em Genebra, com 58% dos votos, representando cerca de 500.000 eleitores, de acordo com os resultados oficiais publicados no domingo.

Partidos de esquerda e sindicatos defenderam a medida como forma de combater a pobreza e a precariedade, em um momento em que a pandemia afetou fortemente a economia de uma cidade fortemente dependente do turismo, das viagens de negócios e das idas e vindas de milhares de diplomatas, especialistas e outras autoridades visitando as muitas agências da ONU baseadas no cantão.

.js">

Relatos de pobreza visível são cada vez mais comuns, escreve o jornal. Existem longas filas de pessoas necessitadas esperando para receber alimentos.

Atualmente, cerca de 17 mil trabalhadores são pagos abaixo desse salário mínimo, segundo diversos sindicatos, afirmando que duas em cada três são mulheres.


Carlos Henrique

"Introvertido amigável. Estudante. Guru amador de mídia social. Especialista em Internet. Ávido encrenqueiro."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Previous Post O Google Fotos tem uma nova interface de edição de imagem mais simples
Next Post Mercado: Rúben Semedo mais longe da Luz, o FC Porto levanta proposta de Pepê e Man. United avança por Dembélé – Mercado