Novembro 28, 2020

Turno Zero

Notícias Completas mundo

Hoje é o Dia Mundial Não Fumador

N17 de novembro marca o Dia Mundial do Não Fumador. Esta data representa a promoção da saúde e de hábitos saudáveis ​​frente às principais causas de doenças com elevada mortalidade, como câncer, doenças cardiovasculares e respiratórias, entre outras.

Em nosso país, cerca de 13 mil mortes são atribuídas a cada ano ao consumo de tabaco e à exposição à fumaça do tabaco, além de implicar em uma menor qualidade de vida e mortalidade prematura em muitos mais milhares.

Mas este dia também deve ser visto como um desafio de mudança para os fumantes. Um momento de reflexão e motivação para começar a se preparar para acabar com esse vício. Oportunidade de buscar ajuda, se necessário, por meio de aconselhamento para parar de fumar em hospitais.

“É preciso ter presente que o consumo de tabaco contribui para 85% do cancro do pulmão, que é a doença oncológica com maior taxa de mortalidade”, afirma o presidente da Pulmonale – associação portuguesa de luta contra o cancro.

.js">

“Em Portugal são diagnosticados 5.200 novos casos por ano e morrem mais de 4.600 pessoas”, afirma Isabel Magalhães, “apesar dos enormes avanços que se têm feito nesta área, onde a evolução da ciência hoje permite novas terapias com grandes benefícios em termos de sobrevivência “.

E porque “os pulmões não doem e alguns dos sintomas que as pessoas costumam interpretar e associar a outras doenças, o diagnóstico costuma ser feito tarde, com consequências para o tratamento. Mesmo por isso, o melhor é se antecipar ao problema, conscientizando-se de que devem evitar o consumo de tabaco ”, alerta.

A Pulmonale trabalha fortemente no problema da prevenção do tabagismo e da cessação do tabagismo por meio de atividades de conscientização voltadas principalmente para os jovens. Por outro lado, está desenvolvendo o projeto Empresa Azul Sem Tabaco. Na área de conscientização do câncer de pulmão, lança todo mês de novembro uma campanha para divulgar e informar sobre a doença, e o tema este ano é o diagnóstico precoce.