Turno Zero

Notícias Completas mundo

Médicos defendem vacina gratuita contra pneumonia para idosos

A doença mata 5.000 pessoas por ano e seu pico geralmente acompanha o da gripe. Especialistas apontam custo alto, mesmo com reembolso. O DGS diz que medida está sendo avaliada.

A campanha de vacinação contra a gripe, recomendada principalmente para as populações de maior risco, começa hoje, mas especialistas defendem que essas pessoas também devem ser vacinadas contra a pneumonia. A doença costuma acompanhar picos de gripe e neste ano, por causa da pandemia de covid-19, consideram o uso da vacina ainda mais importante do que em anos anteriores, para evitar uma sobrecarga do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

O problema é que a vacina (apenas uma é reembolsada) só é gratuita para um grupo restrito de pacientes, além de crianças de até cinco anos, o que leva os médicos a temerem que muitos que deveriam recebê-la não o façam por economia razões.

Em resposta ao JN, a Direcção-Geral da Saúde (DGS) explica que “ainda não foi concluída no âmbito da Comissão Técnica a avaliação da possibilidade de implementação da vacinação de indivíduos com idade igual ou superior a 65 anos com uma vacina pneumocócica conjugada sobre vacinação “. Desde abril de 2019, essa possibilidade está sendo avaliada, sem que seja apresentada uma conclusão.

Não protege de covid-19

Sublinhando, no entanto, que a vacina não protege contra a pneumonia causada pelo vírus SARS-Cov-2, a DGS acrescenta que a inclusão de “grupos de risco clínico e população-alvo com acesso à vacinação gratuita” continua a ser considerada nesta medida.

.js">

Segundo José Alves, presidente da Fundação Portuguesa do Pulmão (FPP), a pneumonia é responsável pela morte de cinco mil portugueses por ano. E há alguns anos a fundação afirma que é gratuito para pessoas com mais de 65 anos ou com outras doenças crônicas além das já consideradas.

“Este ano vamos ter picos de covid-19, gripe e pneumonia. O que podemos evitar? Gripe e pneumonia. Obviamente, temos que vacinar a gripe e a pneumonia o mais amplamente possível”, enfatiza o pneumologista.

PREÇO ALTO

As duas vacinas no mercado custam entre 28 e 33 euros. Valor que para Rui Nogueira, presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar, “é um pouco contraditório com o que é uma vacina”, que se pretende ser de uso massivo.

O médico de Coimbra costuma recomendar a sua utilização a todos os doentes com mais de 70 anos, que tenham patologias como a diabetes e a doença pulmonar obstrutiva crónica, quando se apercebem de que têm condições económicas para o adquirir. “Mas mesmo os que eu prescrevo, acredito que alguns não farão mais tarde”, por questões econômicas, revela, pois têm “muitos gastos com medicamentos”.

“Os idosos morrem de pneumonia quase sem a gente perceber. Eles não têm febre, têm a tosse de sempre e, de um momento para o outro, ficam com falta de ar. Quase não temos tempo para agir”, avisa. . Rui Nogueira deixa a questão: “Não é justo termos um esquema de vacinação tão perfeito para as crianças quando não incluímos uma vacina que é recomendada mas tem um preço muito alto?”.

Carlos Henrique

"Introvertido amigável. Estudante. Guru amador de mídia social. Especialista em Internet. Ávido encrenqueiro."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Previous Post Xiaomi Mi 10T e Mi 10T Pro – chega de segredos!
Next Post A BOLA – «Como disse o presidente, este prémio é o reconhecimento do nosso trabalho, dedicação e empenho» (FC Porto)