Memórias do único Paredes-Benfica da história: ″ Tive vergonha de pedir a camisola a monstros ″

O único jogo entre Paredes e Benfica foi há 35 anos. Carlitos e Magalhães disputaram esta partida e enfrentaram os ídolos da época

Foi a 4 de Maio de 1985 que Paredes e Benfica se encontraram pela única vez na história. Amanhã vai haver mais um confronto, mas as memórias de um dia especial ficaram para trás quando as águias se deslocaram a Penafiel, casa emprestada aos paredenses, para vencer por 3-0.

“Sou adepto do Benfica e estava habituado a ir à Luz ver os meus ídolos jogar. Quase sempre ia a competições europeias de automóveis, com os meus amigos, e enfrentávamos cinco a seis horas de viagem. Num piscar de olhos, dei de cara com enfrentar com Diamantino, Wando, Bento, Nené … ”, diz Carlitos, atacante daquela formação de Paredes que na época subia à extinta II Divisão.

“O Benfica sabia que tínhamos uma equipa forte e veio com todos os jogadores. O que poderíamos fazer? Apenas gostámos”, diz Magalhães, antigo defesa-direito. Em meia hora, o resultado já estava feito. Paredes não resistiu aos gols de Manniche, Wando e Nené e o resto, diz Carlitos, foi “uma peladinha”. “Estávamos acostumados a jogar pelados. Nunca tinha usado tachas de alumínio. Repara, aos 30 minutos já estava com os pés cheios de dores …”, conta.

Se Carlitos não estava com vontade de pedir lembrancinhas aos craques no final da partida, não foi o que aconteceu com Magalhães. “Estávamos tão absortos que nem importava. Eu queria a camisa de alguém, mas tinha vergonha de me dirigir a monstros como aqueles. Se fosse hoje, não teria vergonha, só na época em que éramos meninos”, evoca o ex-defensor também é um fã da águia. Amanhã, Carlitos vai torcer pelo Benfica, porque tem “mais hipóteses” de ganhar a Taça, enquanto Magalhães vai torcer pelo Paredes.

Jorge Jesus é “difícil de entender”

Carlitos reconhece que é um adepto “fervoroso” do Benfica e se ainda hoje jogou gostaria de trocar algumas palavras com … Jorge Jesus. “Às vezes não percebo como o Benfica joga”, rebate. Porém, Magalhães tem uma opinião mais simpática sobre o treinador.

“Fiquei muito chateado quando ele saiu. É um idioma diferente”, comenta. Para o ex-zagueiro, a surpresa é possível. “Os miúdos não têm tanto medo. Na altura, tremíamos só de olhar para as camisolas. O Sporting não foi eliminado pelo Alverca na época passada e o Benfica não estremeceu em Vizela?”

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © turnozero.com.
turnozero.com is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Turno Zero