Janeiro 23, 2021

Turno Zero

Notícias Completas mundo

Metade das crianças de 5 a 12 anos não tem aplicativos de controle dos pais

Não é novidade para ninguém que a maioria das crianças hoje em dia tem fácil acesso a equipamentos tecnológicos. Só precisamos estar, por exemplo, em um restaurante e, se houver crianças, quase sempre estão com um smartphone ou tablet na frente delas.

Isso já é considerado uma situação normal, pois é cada vez mais frequente, mas há um detalhe a ser atentado. De acordo com um inquérito recente, quase metade das crianças portuguesas entre os 5 e os 12 anos não tem aplicações de controlo parental nos seus dispositivos.

Dashlane é um aplicativo móvel e de computador responsável por simplificar e proteger a identidade digital. E recentemente realizou um inquérito para explorar a relação entre as crianças em Portugal dos 5 aos 12 anos e o mundo online, bem como questões relacionadas com o acompanhamento efectuado pelos pais. Este inquérito contou com a participação de pais de 105 crianças entre os 5 e os 12 anos em Portugal.

A maioria das crianças usa equipamentos eletrônicos para brincar

De acordo com os resultados, a grande maioria (8 em 10) dessas crianças possui pelo menos um dispositivo eletrônico com acesso à Internet. Dentre esses dispositivos, o tablet é o mais popular, com 66,7% das crianças na posse, seguido por smartphones (57,1%) e computadores (50%).

Escola em casa?  A tecnologia de que seu filho precisa - imagem: freepik

Em relação ao tipo de uso, e segundo os pais, a maioria das crianças (84,5%) com equipamentos eletrônicos utiliza-os para brincar. Em seguida, vem a visualização de vídeos (78,6%), ouvir música (42,9%), trocar mensagens (27,4%), ir às redes sociais (21,4%) e fazer ligações (11,9%). No entanto, o uso para fins escolares tem muito pouca expressão.

Muitas crianças usam dispositivos sem aplicativos de controle dos pais

No que diz respeito à supervisão de adultos, o estudo revelou resultados que requerem análise por todos. Mais de 11% das crianças que possuem dispositivos eletrônicos nunca foram abordadas pelos pais sobre segurança online. Além disso, cerca de 46% das crianças nessas faixas etárias não têm nenhum aplicativo de controle dos pais instalado em seus dispositivos.

De acordo com os pais pesquisados, quase 90% das crianças nessa faixa etária controlam o tempo gasto nos dispositivos e quase 92% têm controle sobre o tipo de conteúdo visualizado. No entanto, 42,7% das crianças cujo tempo de permanência lá é controlado não possuem nenhum aplicativo de controle parental instalado. O mesmo é verdade para 45,5% das crianças que supostamente veem o conteúdo a que têm acesso controlado.

41% dos pais não verificam o histórico do que as crianças pesquisam

Outro dado importante é que quase 41% das crianças entre 5 e 12 anos não veem seu histórico verificado pelos pais. Esse percentual é ainda mais significativo nas faixas etárias mais jovens (5 e 6 anos), com 46,7% das crianças em posse de aparelhos eletrônicos que não veem seu histórico de pesquisas online verificado pelos pais.

Você pode consultar o estudo na íntegra aqui.