Março 4, 2021

Turno Zero

Notícias Completas mundo

Morte do agente PSP. PR se reuniu com o Diretor Nacional da Polícia de Segurança Pública

Ao sair da reunião, Magina da Silva, Directora Nacional da PSP, confirmou que esta audiência estava previamente agendada, mas que o falecimento do agente morto em Évora foi um dos temas debatidos com Marcelo Rebelo de Sousa.

“Enquanto Director Nacional da PSP, é sempre bom ouvir na voz do mais alto representante do Estado Português palavras de encorajamento e reconhecimento pelo trabalho que a PSP tem vindo a desenvolver”, disse Magina da Silva em Belém.

“Para os 20.000 homens e mulheres da Polícia de Segurança Pública e para o seu Diretor Nacional, é um dia de tristeza e orgulho”, contínuo.

O agente da PSP não estava de serviço quando foi morto, mas sim faleceu “em cumprimento da missão”, pelo “apelo à sua missão” e “honrou o juramento que todos os policiais fazem, que está em situações extremas para dar vida, se necessário para “.

“Estamos todos orgulhosos do comportamento do nosso camarada”, também destacou o Diretor do PSP.

Sem entrar em detalhes sobre o agressor, Magina da Silva garantiu que já está em andamento uma investigação criminal.

Os fatos conhecidos indicam que, após ter intervindo em situação de violência, o policial foi atropelado “aparentemente intencionalmente”.

Diretor da PSP defende fusão da PSP e SEF

Questionada sobre a questão da morte do cidadão ucraniano, Ihor Homeniuk, Magina da Silva começou por dizer que para o PSP “a nacionalidade dos cidadãos nos actos de intervenção é totalmente indiferente”.

O Director Nacional explicou que, portanto, a PSP se baseia apenas em factos, já divulgados em comunicado sobre o caso. A PSP, no entanto, abriu inquérito disciplinar para apurar todos os factos.

Na reunião deste domingo, também foi discutida a reestruturação do SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras). O semanário Expresso referiu que as competências do SEF podem ir para a PJ e para a GNR, enquanto o Observador referiu que uma das hipóteses seria o serviço passar a ser uma entidade puramente administrativa de concessão de vistos, autorizações de residência e asilo.

A começar por mostrar “desagrado com a forma como o SEF está a ser tratado nos locais públicos”, Magina da Silva lamenta que tantos profissionais estejam sendo criticados.

O Director Nacional confirmou, em conferência de imprensa, que a eventual “fusão PSP e SEF” tem estado a trabalhar com o Ministério da Administração Interna.

Portanto, tanto a PSP como o SEF poderão ser extintos e haverá uma “Polícia Nacional”, segundo Magina da Silva..

“Eu não vejo isso com olhos ruins” a fusão continuou.

A morte do ucraniano Ihor Homenyuk levou à acusação de três inspectores do SEF por homicídio qualificado, que se encontram em prisão domiciliária e cujo julgamento está previsto começar a 20 de Janeiro de 2021, no Tribunal Criminal de Lisboa.

O caso de Homenyuk conduziu também ao despedimento do director e director adjunto da Fronteiras no aeroporto de Lisboa e à abertura de 12 processos disciplinares contra inspectores do SEF.