O ator que trabalhou em ‘Coringa’ e ‘Se você bebe, não se casa’ foi acusado de estupro – 31.07.2020.

O ator e comediante Bryan Callen, que teve um papel menor em filmes como “O Coringa” e “Se você beber, não se case”, acusou quatro mulheres de estupro e má conduta. Os relatórios foram publicados em Los Angeles Times.

A atriz Katherine Fiore Tigerman disse que foi estuprada por Callen após o jantar em 1999. Outro comediante que desistiu do comediante foi Rachel Green, que disse que a empurrou contra a parede do vestiário da loja onde ela trabalhava em 2009.

O caso com Tiffany King foi em 2017. Ela alega ter emprestado dinheiro e, em troca, Callen pediu que ela fizesse sexo oral com ele.

Claire Ganshert, por outro lado, teve um relacionamento de quatro anos com Callen quando ela começou sua carreira. Ela diz que se sentiu “desvalorizada e desmoralizada” e lembra como o ator disse uma vez que as mulheres têm um “desejo primitivo e biológico de serem estupradas”.

Callen negou todas as acusações no local.

Ele construiu sua carreira em stand-up, mas sempre conseguiu papéis na televisão e no cinema. Seus outros projetos incluem “Schooled”, “Goldbergs”, “Think Like a Dog”, “CSI: Criminal Investigation” e “Warrior”.

Em “O Coringa”, ele interpretou um dos comediantes que faziam parte do clube de quadrinhos do protagonista, mas na franquia “Se você bebe, não se case”, Eddie viveu nos dois primeiros filmes.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © turnozero.com.
turnozero.com is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Turno Zero