O processo acusa o Google de registrar as etapas dos usuários, mesmo quando optam por não monitorá-las em 14 de julho de 2020.

Por Paresh Dave

OAKLAND, Estados Unidos (Reuters) – O Google registra o que as pessoas fazem em centenas de milhares de aplicações, mesmo quando seguem as etapas que a empresa recomendou para interromper essa supervisão, de acordo com um processo nos Estados Unidos que busca condições para ações coletivas.

O processo é o segundo em alguns meses a ser aberto contra o escritório de advocacia Boies Schiller Flexner em nome de alguns consumidores. Os clientes da empresa também incluem rivais do Google, como Facebook e Oracle.

Os representantes do Google não comentaram o assunto.

O novo processo acusa o Google de violar as leis federais e estaduais, registrando o que os usuários veem em notícias, aplicativos de tráfego e outros tipos, apesar de desativar o recurso de rastreamento “Atividades na Web e de aplicativos” em suas contas do Google.

O processo alega que os dados são gravados através do Firebase do Google, um conjunto de softwares popular entre os desenvolvedores para registrar dados, entregar notificações e anúncios e monitorar falhas e cliques. O Firebase normalmente opera dentro de aplicativos, fora da vista de seus usuários.

“Mesmo quando os usuários seguem as instruções do Google para desativar o recurso ‘Atividade na Web e de aplicativos’ em suas configurações de privacidade, o Google continua a interceptar o uso de aplicativos e comunicações e informações pessoais”, afirma a ação.

(Autor Paresh Dave)

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © turnozero.com.
turnozero.com is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Turno Zero