O Weintraub implementou as diretrizes olavistas no MEC, o que é ruim, diz Ricardo Vélez

Ex-Ministro da Educação do Governo da República da Croácia Jair Bolsonaro (sem partido), o professor e filósofo Ricardo Vélez Rodríguez disse hoje: Entrevista UOL, que seu sucessor responsável pelo portfólio, Abraham Weihtraub, implementou as diretrizes influenciadas pelos escritos de Olavo de Carvalho e seus seguidores, o que é ruim para a área.

Em entrevista realizada pela repórter Ana Carla Bermúdez e pela colunista Tales Faria, Vélez também disse que o Brasil precisa de políticas educacionais que sejam moldadas em colaboração com estados e municípios.

“A presença das diretrizes olavistas foi enfatizada [na gestão de Wenitraub], o que é ruim. Na reforma da educação do tamanho de um país como o Brasil, é necessária cooperação com todos, de todos os departamentos municipais e estaduais, e com o diálogo. Você tem que seguir o rito constitucional ”, disse ele.

Considerado uma espécie de guru do governo Bolsonaro, Olavo de Carvalho tem um grande impacto nos filhos do presidente.

Segundo Vélez, a influência dos olavistas em torno de Bolsonar também explica em parte sua renúncia nos primeiros meses do governo. Ele mencionou que gostaria de aplicar o modelo aos cursos profissionais desafiados pelos seguidores de Olavo de Carvalho.

“Eles pensaram que eu tinha um tucano, mas não há batismo ideológico. É para garantir o ensino no chão de fábrica. Eles me obrigaram a sair. Infelizmente, Bolsonaro tomou partido e saiu”, disse ele.

O ex-ministro, no entanto, disse que não se arrependeu de sua demissão. “O cargo público não é propriedade, é um serviço. Não fiquei indignado, disse a Bolsonar: ‘Você me ligou.’ O escritório é seu, muito obrigado pela oportunidade. “Fiquei triste por a proposta não ter força ideológica se eu puxasse o tapete, mas não machucasse”.

Vélez foi o primeiro ministro da educação a eleger Bolsonaro, cargo que ocupou por pouco mais de três meses. Ele acabou sendo demitido pelo presidente em abril de 2019, após acumular uma série de medidas controversas, incluindo a demissão de mais de dez funcionários seniores da carteira.

Crítica de Olav

Para Vélez, a influência de Olav de Carvalho e seus seguidores no governo tem um efeito negativo, principalmente no discurso que dificulta o pluralismo.

“Sou um liberal conservador. Quero lutar pela liberdade, respeitando a tradição, a Bíblia, a religião, os heróis nacionais, a história da nossa pátria. Portanto, é possível juntar tudo, mas sei que nem todo mundo é liberal, há muitas pessoas com ideologias diferentes. interfere nesse sentido, insiste muito na luta contra a exclusão. É muito importante ter uma mentalidade pluralista “, afirmou.

* Texto de Afonso Ferreira, Fábio Castanho e Wanderley Preite Sobrinho. Produzido por Diego Henrique de Carvalho.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

TURNOZERO.COM PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Turno Zero