Oficial boliviano preso por aprovar plano de vôo falso de Lamia 2933 – MercoPress

Um oficial boliviano que autorizou o plano de vôo errado do Lamia 2933 foi preso no Brasil

Sábado, 25 de setembro de 2021 – 09:01 UTC


O Monastery foi responsável pela aprovação do plano de vôo apresentado pelo comandante da aeronave, que claramente desafiou a eficiência de combustível da aeronave e consequente autonomia.

A polícia brasileira prendeu a oficial de aviação boliviana Celia Costedo Monasterio, que aprovou o plano de vôo do vôo Lamia 2933 em 2016, resultando na morte da maioria dos integrantes do time de futebol Saab Coins.

Monasterio era o gerente de serviços de navegação aérea e aviação da Bolívia e o plano de vôo mostra que o vôo partiu de Vira Wire sem combustível suficiente para fazer frente ao imprevisto.

Ele era procurado por promotores bolivianos que investigavam o sequestro de um jato com motor Avro RJ85 de fabricação britânica para Medellín, na Colômbia, para a final da Copa Sul-Americana contra o Atlético.

Segundo autoridades bolivianas, a mulher, que fugiu, refugiou-se no Brasil e agora aguarda a deportação por ordem do juiz Kilmer Mendes do Tribunal Superior Federal (SDF) para prendê-la.

Mendes escreveu Monasterio em seu julgamento de 26 de agosto?

Segundo a Polícia Federal Brasileira, Monastero era um especialista em defesa aérea que, na época, havia cometido fraude para cumprir os requisitos mínimos práticos para a aprovação do plano de vôo da aeronave porque, no plano previsto, o limite aéreo não era suficiente para viajar. ??

O oficial foi responsável pela aprovação do plano de vôo apresentado pelo comandante da aeronave, que questionava a eficiência de combustível da aeronave e consequente autonomia, e não permitia manobras acidentais, que surgiram em 29 de novembro de 2016 enquanto outra aeronave estava suspensa para pouso em Aeroporto Jose Maria Cardova de Medellín após solicitar permissão prioritária.

O capitão do avião fretado boliviano, em vez de reconhecer seu estado crítico de combustível e enfrentar consequências legais, disse que já tentou a sorte além de todos os limites.

Monasterio mora em Corumbá, Brasil, desde 2016. Ele renovou seu pedido de asilo na Bolívia após o acidente. Ele agora ficará na prisão de Corumbá até a deportação.

Em 28 de novembro de 2016, um vôo decolou de Santa Cruz, Bolívia (Aeroporto Viru Viru) para Medellín, Colômbia. A bordo estavam o time de futebol e a equipe técnica e jornalistas chamados Capelães. Eles viajaram para Medellín para a primeira mão da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional.

O avião ficou sem combustível e caiu a 17 quilômetros do Aeroporto Madeleine José Maria Cardova, matando 71 dos 77 passageiros a bordo. Apenas três soldados, dois tripulantes e um jornalista sobreviveram.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © turnozero.com.
turnozero.com is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Turno Zero