Turno Zero

Notícias Completas mundo

Orçamento estadual prevê cobrança 58 vezes maior em multas – Observador

O Governo tem expectativa de que as forças de segurança cobrem, ao longo de 2021, um valor na ordem de 93 milhões de euros em multas de trânsito. O jornal Público nota, esta quarta-feira, que o valor corresponde a cerca de 58 vezes a receita estimada (de 1,6%) para o orçamento de 2020 – ou seja, um aumento de mais de 5.500%.

E não são apenas as multas de trânsito que se prevê um aumento estratosférico dos valores. Irão também aumentar, prevê o Governo, as taxas a cobrar nos registos notariais (+ 251,4%), registo predial (+ 258%), registo civil (+ 197%) e registo comercial (+ 215%).

Globalmente, o Orçamento do Estado prevê o levantamento de 3.175 milhões de euros em taxas, multas e outras penalidades. O que, de acordo com as contas do Público, corresponde a um acréscimo de 826,7 milhões de euros, ou 35,2%, face às receitas estimadas para o ano corrente (2.348 milhões). Quatro quintos do aumento é explicado pelo aumento previsto na receita tributária e os 20% restantes referem-se a multas.

Outro exemplo é a previsão de que o Estado receberá 646% a mais de juros de mora, passando de 7,9 milhões para 51,2 milhões em 2021. Por outro lado, espera-se menor arrecadação em questões como mensalidades, moderadores de taxas, taxas de fiscalização de atividades industriais e comerciais e taxas de controle metrológico e de qualidade.

Estado cobra mais de 4.300 taxas de empresas, muitas sem saber por quê, revela CIP

.js">

A partir do próximo ano, haverá radares para medir a velocidade média entre um ponto e outro em uma determinada rota. Conforme noticiou o Jornal de Notícias, a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária vai proceder, ainda este ano, à aquisição de 30 radares, 10 dos quais terão a particularidade de medir não só a velocidade a que os condutores passam ao passar pelo aparelho mas também , a velocidade média em que os veículos percorreram uma determinada rota.

O presidente da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) admite que as primeiras já estão em funcionamento em 2021, embora o processo de aquisição implique um concurso internacional ainda não encerrado. Para especialistas em segurança no trânsito, esse tipo de câmera é a ferramenta mais eficaz contra o excesso de velocidade. São 10 radares desse tipo, que serão somados aos atuais 40 radares de medição instantânea que existem atualmente nas estradas, e que serão colocados em 20 locais diferentes. “Dez ficarão permanentemente ativos e outros 10 em stand by”, explica ANSR.

Em outras palavras, os motoristas serão informados sobre a aproximação de uma zona de velocidade controlada, mas não terão certeza se o radar está ativo ou não nessas zonas. Se estiver ativo, o que o radar fará é anotar a velocidade com que o veículo entrou na seção e, em seguida, a velocidade com que foi quando saiu da seção. Se você percorreu a distância em menos tempo que o mínimo exigido para cumprir o limite de velocidade, considera-se que você ultrapassou o limite de velocidade permitido por lei e o processo de multa é iniciado.

Em 2021 haverá radares para medir a velocidade média entre dois locais

Daiana Juli

"Típico viciado em internet. Empreendedor. Leitor. Amante da web. Pensador. Futuro ídolo adolescente. Estudioso de Bacon. Aficionado por música."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Previous Post Famoso desconsolado com a morte de António Lemos dos Santamaria – Notícias
Next Post Covid: o farmacêutico Eli Lilly suspende o tratamento semelhante ao que Trump usava por “razões de segurança”. É a terceira suspensão de teste em um mês