Paddy Cosgrave reúne esta quarta-feira com Carlos Moedas – O Jornal Económico

O fundador e CEO da Web Summit está focado no final de seu “Liga dos Campeões”, a conferência tecnológica com 40 mil pessoas que regressa ao Parque das Nações depois de uma edição 100% digital, e recusa a pensar na crise política em Portugal, porque o que se avança a passos largos é um acontecimento internacional. Em entrevista ao Jornal Económico (JE), Paddy Cosgrave diz que vai ter hoje a sua primeira reunião formal como novo autarca de Lisboa e defende uma tributação mais rigorosa dos mais ricos a favor da inovação.

A denunciante Frances Haugen, ex-funcionária do Facebook, estará na abertura do Web Summit. O que motivou essa escolha por um estágio tecnológico, considerando que chegou a uma das redes sociais da qual muitos deles dependem?

Acho que Frances tem uma mensagem muito importante para transmitir. Ela está tentando melhorar a mídia social para o benefício das sociedades e dos usuários e olha as primeiras páginas dos jornais em todo o mundo hoje em dia – o “New York Times”, o “Guardian”, o “Financial Times” … – ela é o primeira página de quase todo mundo. Existe alguma história maior na área de tecnologia? Eu não acho. Ela já falou publicamente fora do Congresso dos EUA ou do Parlamento britânico? Não. Acho que será muito interessante para muitas pessoas poderem vê-la ao vivo, ouvi-la e perceber que não é uma coisa fácil o que ela está fazendo. O Facebook também estará lá, com seu porta-voz Nick Clegg, dizendo o que tem a dizer. Existem ambos os lados e caberá aos jornalistas interpretá-los.

Há um ano, antes da versão online 2020, ele disse que valeria a pena a experiência digital da nova plataforma que sediou o evento. Isso custa?

A maioria dos grandes eventos mundiais não ganhou nada em 2020. Acho que fomos os únicos dessa dimensão que conseguiram acontecer, através do nosso software que impressionou, inclusive as Nações Unidas, que começaram a licenciar. Portanto, acho que tivemos muita sorte de, ao longo de quase dez anos, construirmos um software que é um dos principais diferenciais no Web Summit ou em qualquer outro grande evento. Mas se me pedem para escolher entre uma conferência virtual ou presencial em Lisboa, escolho a presencial todos os dias. É muito melhor. Não sou fã de conferências virtuais.

Não sou fã de conferências virtuais

O contrato que assinaram estipula que a FIL deve aumentar o seu espaço em 2022. Houve uma evolução neste sentido, para expandir as zonas de conferência?

Não sei como usar uma analogia com o futebol, mas diria que a final da Champions League é na próxima semana. É nisso que consigo pensar. Portanto, todo o pensamento e todo o planejamento para a próxima temporada começam após a final, que é na próxima semana. Esse é o meu foco agora. Tenho certeza de que tudo ficará bem e esperamos saber mais sobre isso em 2022.

Já se encontrou pela primeira vez com o novo autarca de Lisboa, Carlos Moedas?

Vou ter amanha [esta quarta-feira, 27 de novembro]. E vou saber a agenda amanhã, porque hoje ainda não sei. O convite veio da sua equipe. Conheço Carlos há meia década, desde que participei do Conselho Europeu de Inovação da Comissão Europeia, e passamos muito tempo juntos. Penso que vai ser um fantástico presidente da Câmara de Lisboa, pelo que estou muito entusiasmado por o felicitar pessoalmente e ter uma conversa construtiva com ele. Carlos Moedas também estará presente na noite de abertura do Web Summit e estará em outras partes importantes do evento e promovendo eventos paralelos. É incrivelmente pró-ativo. É um sonho ter um ex-Comissário Europeu para a Inovação como presidente da Câmara em qualquer cidade da Europa. Ele conhece a todos, é eficaz … Acho que vai ser um termo muito interessante.

Está preocupado com a crise política que Portugal enfrenta?

Eu não penso muito nisso. O evento, o Web Summit, vai decorrer e contará com a presença de várias entidades do Estado Português. São questões nacionais e este é um evento global. São relevantes, mas meu papel não é comentá-los.

O que você pode esperar do Web Summit deste ano?

Acho que existem alguns temas dominantes e um deles é a sustentabilidade ambiental. Temos mais de 200 startups com foco no ODS [Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU]. Iremos, inevitavelmente, resolver os desafios relacionados ao clima por meio da inovação. Espero que os políticos cheguem a acordos importantes, mas no final o que conta é a inovação. Teremos de inovar nos tipos de energia que consumimos, nos produtos que usamos, nos resíduos que criamos.

O maior desafio que enfrentamos não tem nada a ver com moderação de conteúdo no Facebook. É o clima.

Nossa obrigação é aproximar as pessoas. E, em minha opinião, talvez nenhum evento de negócios no mundo seja sério o suficiente sobre impostos. Acho que qualquer negócio sério e reunião entre os setores público e privado e os cidadãos deve ter conversas sérias sobre o meio ambiente e os impostos. Os ricos deveriam pagar impostos como o resto das pessoas. Na verdade, eles deveriam pagar mais impostos.

Então o senhor concorda com a reforma tributária que o governo Biden está fazendo, por exemplo?

Eu me considero um liberal clássico. Eu acredito fortemente que os impostos devem ser pagos. Adam Smith deixou isso muito claro em “A Riqueza das Nações” e essas mensagens foram ignoradas por 50 anos, terminando em uma situação em que as pessoas mais ricas do mundo quase não pagam impostos. Acho que se quisermos mais inovação, teremos que ter mais impostos. Não há inovação isenta de impostos, porque a maioria das tecnologias básicas com as quais contamos hoje surgiu como resultado de financiamento público.

Os ricos deveriam pagar impostos como o resto das pessoas. Na verdade, eles deveriam pagar mais impostos.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © turnozero.com.
turnozero.com is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Turno Zero