Parlamentares portugueses rejeitam orçamento, eleições aproximam-se

O fracasso do parlamento português em aprovar o orçamento de 2022 pôs em causa o futuro do governo do primeiro-ministro socialista, Antonio Costa.

De acordo com o jornal Publiko, o plano de gastos fracassou por uma margem de 117 votos a 108, com cinco abstenções.

O presidente Marcelo Rebello Sosa disse que fará novas eleições se o orçamento não for aprovado em breve.

Atualmente, a próxima eleição não é antes de 2023.

Costa lidera um governo de minoria, com seus socialistas moderados detendo 108 das 230 cadeiras no parlamento.

Ele contou com o apoio de partidos menores de esquerda que não fazem parte do governo para aprovar a lei.

Mas, como o Partido Social-democrata Conservador, o Bloco de Esquerda Marxista e o Partido Comunista votaram contra o orçamento.

Os partidos de esquerda queriam gastar mais em medidas de combate à pobreza e na melhoria do sistema de saúde e das leis trabalhistas.

Embora os aliados de Costa o tenham deixado, ele pode ter aprovado o orçamento com o apoio de 8 de seus 108 membros do partido.

Em resposta às críticas da esquerda, os socialistas de Costa insistiram que haviam atingido o limite financeiro.

O partido disse que não quer eleições antecipadas, mas não tem medo delas.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © turnozero.com.
turnozero.com is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Turno Zero