‘Pessoas normais’ têm as melhores cenas de sexo na TV, mas isso não é tudo – 01.08.2020

Se você seguiu o anúncio das indicações ao Emmy, deve ter ignorado o nome Paul Mescal entre os indicados para Melhor Ator em uma Minissérie ou Filme para TV para “Pessoas Normais”. Normal (sem atraso). É realmente muito. Mas eu uso esse espaço para espalhar a notícia sobre essa pequena série em inglês que estreou no Starz Play (um serviço de streaming de um canal americano que chegou ao Brasil).

O que ‘pessoas normais’ tem a ver com isso?

Com seus 12 episódios de meia hora, “Normal People” é uma das melhores coisas que você verá na TV este ano – e além disso, a série baseada no best-seller incentivado Sally Rooney (“Normal People” aqui Companhia das Letras) traz algumas das melhores cenas de sexo na TV.

Mas hein?

Sem puritanismo, caro leitor, caro leitor: o sexo é bom e muitos o amam. E vê-lo bem retratado, especialmente um casal estrelado na série – composto por Mescal e Daisy Edgar-Jones – é um prazer. As cenas dirigidas por Lenny Abrahamson (indicado ao Oscar por “Jack’s Room”) e Hettie McDonald (“Doctor Who”) são realistas, naturais e mostram o que têm para mostrar. Precisamente por esse motivo, eles são super eróticos – mas todos embalados em uma direção extremamente sensível.

Um ótimo gatilho para aqueles tempos de ‘carentena’

Mas acalme-se. Não acho que a série seja válida apenas para cenas de sexo. É bonito em tudo (e ouso dizer que é uma das poucas adaptações que superaram o livro). Mas o sexo é uma fonte narrativa importante que rastreia os encontros e desacordos de Marianne Sheridan e Connell Waldron do ensino médio à faculdade.

Na adolescência, ele é um cara popular e um tipo de idéia fraca com quem ele não brinca em um relacionamento garota problemática da escola. Vale a pena notar que sua adorável mãe é faxineira em sua casa, uma pobre menina rica que foi atacada por sua família. Na faculdade, o jogo entre eles é invertido: Marianne finalmente percebe a fragilidade de Connell, um garoto quieto e inseguro perto de amigos.

Apesar disso, os dois nunca param de se beijar, adorando um ao outro se querem

Dito isto, parece uma história banal para mim, mas não é? Estamos falando de “pessoas normais”, como você e eu. Pessoas que têm problemas, que não entendem o que os outros pensam, que têm cravos e espinhas (obrigado por isso, TV inglesa), que não conseguem expressar claramente como se sentem.

E tudo isso é narrado através de cenas curtas, nas quais muito está implícito. O sexo de Marianne e Connell (entre si ou com outros parceiros), portanto, tem um papel importante em contar o que está acontecendo nas mentes dos personagens principais. Não é de admirar que uma das poucas cenas longas da série – com 3 minutos e meio em um episódio de meia hora – seja uma linda cena de sexo com começo, meio e fim, o que diz muito sobre os dois, que não têm coragem de dizer por si mesmos.

Nudez total e natural

De fato, a nudez dos dois – sim, eles têm nudez frontal masculina e um preservativo, essa raridade na dramaturgia – representa grande parte da fase de entrega em que cada um está. No ensino médio, apenas Marianne aparece nua, sempre da cintura para cima. Na faculdade, quando ele se oferece para se render, os dois parecem completamente nus. Especialmente porque são finalmente adultos. E como nada é gratuito, é curioso notar que sempre decola mais cedo, dando a sensação de que o relacionamento está sempre levando – o que é completamente verdade.

Um dos principais pontos fortes da série é, portanto, contar uma história de amor honesta e verdadeira, sobre quem tem altos e baixos, medos, alegrias, hesitações e sucessos, nos quais o sexo não é tratado de graça, mas como parte inerente do relacionamento do casal. Como pessoas normais vivem, como você e eu.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © turnozero.com.
turnozero.com is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Turno Zero