Por que as grandes empresas decidiram boicotar o Facebook 24.06.2020

A marca de sorvetes da Ben & Jerry se juntou a uma lista crescente de empresas que decidiram remover sua publicidade das plataformas operadas pelo Facebook durante o mês de julho.

Além do próprio Facebook, a empresa administrada por Mark Zuckerberg possui Instagram e WhatsApp – o conglomerado possui 80 outras empresas menos conhecidas.

Esse boicote faz parte da campanha Stop Stop Hate for Profit, que exige que o Facebook tome medidas mais fortes contra a disseminação de ódio e conteúdo racista.

O Facebook gera US $ 70 bilhões (cerca de US $ 371 bilhões) por ano com publicidade.

A campanha acusa a rede social de “amplificar mensagens de supremacistas brancos” e “permitir mensagens que incitam à violência”.

A Ben & Jerry’s, de propriedade da gigante britânica Unilever, twittou que “pararia de anunciar no Facebook e Instagram nos Estados Unidos”.

Outras marcas

No início desta semana, a campanha foi acompanhada por marcas de equipamentos para atividades ao ar livre, North Face, Patagonia e REI.

“Desde eleições seguras até uma pandemia global e justiça racial, os riscos são altos demais para a empresa (Facebook) continuar sendo cúmplice na divulgação de informações errôneas e no fomento ao medo e ao ódio”, escreveu Patagonia no Twitter.

Ben & Jerry’s disse que concorda com a campanha. “Todos pediram ao Facebook que adotasse medidas mais duras para impedir o uso de suas plataformas de mídia social para dividir nossa nação, anular eleitores, incitar e incitar racismo e violência e minar nossa democracia”, escreveu a marca.

Após a morte de George Floyd em policiais brancos em maio, o CEO da Ben & Jerry, Matthew McCarthy, disse que “as empresas devem ser responsabilizadas” e implementou planos para aumentar a diversidade na empresa.

No início desta semana, a campanha foi acompanhada pela plataforma de trabalho independente Upwork e pelo desenvolvedor de código aberto Mozilla.

Por outro lado, o Facebook prometeu “promover a justiça e a justiça racial”.

“Estamos tomando medidas para revisar nossas políticas, garantir diversidade e transparência ao tomar decisões sobre como implementamos nossas políticas, além de promover a justiça racial e a participação dos eleitores em nossa plataforma”, afirmou a rede social no domingo.

A declaração também descreveu os padrões sociais da comunidade, que incluem o reconhecimento da importância da plataforma como um “local onde as pessoas podem se comunicar”.

“Levamos nosso papel a sério para evitar abusos de nosso serviço”.

“Não odeie”

A campanha Stop Hate for Profit foi lançada na semana passada por grupos de direitos civis nos Estados Unidos, como a Liga Contra a Difamação, a Associação Nacional para o Avanço das Pessoas de Cor e a Color Of Change.

O movimento diz que a campanha é “uma resposta à longa história do Facebook de permitir conteúdo racista, violento e falso em sua plataforma”.

O Stop Hate for Profit pediu aos anunciantes que pressionassem a empresa a tomar medidas mais duras contra o conteúdo de ódio e o racismo em suas plataformas, puxando o investimento em publicidade durante o mês de julho.

Segundo a empresa de consultoria eMarketer, o Facebook é a segunda maior plataforma de anúncios digitais dos Estados Unidos, atrás apenas do Google.

O Facebook e seu CEO Mark Zuckerberg têm sido frequentemente criticados por lidar com questões controversas.

Neste mês, funcionários da empresa se manifestaram contra a decisão da gigante da tecnologia de não remover ou reservar a publicação do presidente Donald Trump.

No Twitter, a mesma mensagem de Trump foi classificada com uma placa avisando que o post “encorajava a violência”.

A Unilever, empresa controladora da Ben & Jerry, não respondeu a perguntas da BBC.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

TURNOZERO.COM PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Turno Zero