Por que o Corinthians não conseguiu prever o dinheiro com a venda da Pedrinha – Blog para Perrone

As demandas de instituições financeiras estrangeiras escolhidas pelo Corinthians para antecipar dinheiro com a venda de Pedrinho Benfica interromperam o negócio. A primeira parcela de 20 milhões de euros não será mais transferida.

O dinheiro para a parcela de abertura é agora esperado diretamente do clube português em agosto. Isto porque foi acordado que o Benfica começará a pagar assim que matricular um jogador. Devido à rápida pandemia das 19, a abertura de uma janela de transição em Portugal foi adiada para o próximo mês.

Segundo uma fonte da direção da alvinegra, a instituição financeira queria que o clube brasileiro fizesse um seguro de vida para Pedrinho. A operação serviria para compensar a empresa em caso de morte ou invalidez do atleta antes de sua apresentação ao Benfica.

O segundo pedido, segundo a mesma fonte, era uma garantia de que o clube português faria o primeiro pagamento. Ambas as demandas se tornaram um obstáculo para o preto e branco. Vale lembrar que o comitê de Corinto considerou concluída a operação de espera.

Agora, o plano com a mesma empresa é antecipar outras parcelas. O seguro de vida não será necessário, pois Pedrinho já estará no Benfica. Assim, os portugueses não teriam motivos para não cumprir o contrato e efetuar os pagamentos.

O Corinthians tem direito a 70% do preço de venda. Mas Will Dantas, gerente de Pedrinho, concordou que o clube transferirá os 30% restantes em parcelas no início do próximo ano.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © turnozero.com.
turnozero.com is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Turno Zero