Janeiro 22, 2021

Turno Zero

Notícias Completas mundo

Portugal com incidência zero de síndrome da gripe

EM dados do boletim informativo são coletados pela Rede Médicos-Sentinel, que realiza vigilância epidemiológica semanal da síndrome da gripe, em colaboração com o Departamento de Epidemiologia do Instituto Ricardo Jorge.

O último boletim disponível, da semana de 30 de novembro a 6 de dezembro, informa que a taxa de incidência é de 0,0 por 100.000 habitantes. E que o número de atendimentos devido à síndrome da gripe “é na área de atividade basal”.

Os responsáveis ​​pelos números, porém, alertam que “esse valor deve ser interpretado levando-se em consideração que a população observada é menor que a observada no mesmo período dos anos anteriores”.

A vigilância laboratorial desta semana indica que a rede portuguesa de laboratórios de diagnóstico da gripe (hospitais) não detectou nenhum caso de gripe. ” No entanto, “outros vírus respiratórios foram descobertos, principalmente do Picornavírus.”

Outras informações fornecidas no boletim estão relacionadas à gravidade da situação. “As 19 unidades de terapia intensiva que enviaram as informações não notificaram nenhum caso de gripe”, disse.

A vigilância da gripe em Portugal, no âmbito deste programa, tem início em outubro e termina em maio do ano seguinte.

Devido ao surto de Covid-19, vários médicos e epidemiologistas disseram que a atividade da gripe deve ser menor este ano do que nos anos anteriores.

Em grande parte, isso se deve ao fato de que a população, em função do novo coronavírus, está aplicando medidas de ética respiratória que não fazia antes. Separação social, desinfecção das mãos, entre outras medidas, como fechamento, evitam a disseminação do vírus da gripe.

Ao mesmo tempo, esses especialistas alertam que o período de monitoramento da atividade da gripe só começou recentemente e vai até maio, portanto, todo cuidado é necessário para que a situação não mude.