Saúde publica dados sobre sífilis e recomenda teste pré-natal

O Ministério da Saúde lançou a Campanha Nacional de Enfrentamento à Sífilis nesta quinta-feira à tarde e publicou um novo boletim epidemiológico sobre a doença.

Em 2020, o número total de portadores de sífilis era de mais de 115 mil; em mulheres grávidas mais de 61 mil, e os casos de sífilis congênita, infecções fetais, em qualquer momento da gravidez foram pouco mais de 22 mil.

A sífilis é uma infecção sexualmente transmissível tratável, exclusiva de humanos, causada pela bactéria Treponema pallidum. A doença também é transmitida ao bebê durante a gravidez ou o parto.

A incidência de sífilis adquirida é maior entre os brasileiros entre 20 e 29 anos. Nos últimos dez anos, a taxa de mortalidade por sífilis congênita caiu de 2% para 1,1%.

O secretário de Supervisão de Saúde, Arnaldo Medeiros, explicou que a taxa de incidência de sífilis adquirida no país é de 54,5 por 100 mil habitantes, que a média no Brasil é de 21,6 para sífilis em gestantes, sendo o Rio de Janeiro o país com maior número de casos.

É importante destacar que o SUS, sistema único de atenção à saúde, oferece exames e tratamentos gratuitos para a sífilis, inclusive durante o pré-natal. O secretário de Atenção Básica à Saúde, Raphael Parente, destacou a importância da realização de um teste para detectar a sífilis durante o pré-natal, incluindo o parceiro da gestante.

O teste rápido da sífilis é realizado pelo SUS em no máximo 30 minutos, sem a necessidade de estrutura laboratorial. O tratamento é feito com antibióticos.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © turnozero.com.
turnozero.com is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Turno Zero