Sem bombeiro e com um general não funcionando, Cinemateca vira bomba-relógio no WC – 07/03/2020

A mesma tragédia que aconteceu no Rio em 2 de setembro de 2018 com o Museu Nacional pode ser repetida em São Paulo a qualquer momento.

Não no Museu de História, mas no audiovisual: a Cinemateca Federal tornou-se uma bomba incendiária colocada em Villa Clementino e São Paulo.

Sem dinheiro devido ao não pagamento de dívidas do governo federal que já ultrapassa R $ 13 milhões (aumentando mais de US $ 1 milhão por mês), o maior museu de audiovisual e cinema da América do Sul é um pavio de pólvora.

É importante lembrar que o contrato do governo com Roquette Pinto dura até 2021. O governo de Bolsonara simplesmente parou de pagar e quer rescindir o contrato gratuitamente. A Cinemateca possui cerca de 150 funcionários.

Ou melhor ainda, nitrato de celulose e outros produtos químicos altamente inflamáveis ​​com os quais os filmes foram feitos até meados do século passado.

A coluna revelou que um importante gerador de Cinemateca está falhando e apresenta vários problemas nos últimos dias.

Para piorar a situação, os bombeiros tiveram que deixar o local devido à falta de salários, além de desligar o sistema de câmeras. Não há seguranças que possam avisar em caso de problemas, e a eletricidade é garantida apenas até o próximo dia 10.

A questão da energia é tão assustadora quanto o risco de incêndio: sem ela, não há controle sobre temperatura e umidade, e centenas de milhares de registros de cinema, televisão e até a publicidade brasileira podem se deteriorar no século passado.

A faísca e toda essa história vão fumar fumaça.

Com o benefício do governo federal, que nem mesmo respeita sua dívida passada com a Fundação Roquette Pinto e não tem planos para a Cinemateca – exceto fechá-la, como reportado exclusivamente nesta coluna no mês passado.

Artesanato é feito

Para evitar a mesma situação que aconteceu no Museu Nacional, quando ninguém quis assumir a culpa pelo incêndio, a administração da fundação escreve as cartas seguidas.

Neles, ele adverte as autoridades de que elas não podem fazer nada além de armazenar e manter a estrutura em sua forma atual.
A fundação já se comprometeu a cortar custos para continuar armazenando o material de qualquer maneira, mas é preciso o mínimo de dinheiro para manter a situação.

A história do país e a memória visual são comprometidas assim que você lê este texto.

Ricardo Feltrin em Twitter. Facebook. Instagram e Opa site

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © turnozero.com.
turnozero.com is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Turno Zero