Fevereiro 28, 2021

Turno Zero

Notícias Completas mundo

Sudão envia mais tropas para o mundo do que para a fronteira com a Etiópia – África

O Sudão enviou “reforços militares significativos” para o conflito na Etiópia, informou a mídia estatal no sábado, poucos dias depois que os militares disseram que tropas estavam escondidas lá pelas forças etíopes.

As tropas estavam estacionadas na fronteira oriental de al-Fashaq, local de confrontos entre agricultores etíopes que cultivavam terras férteis no território reivindicado pelo Sudão.

A região também faz fronteira com a tensa região do Tigre, na Etiópia, onde os combates eclodiram no mês passado, com mais de 50.000 etíopes fugindo do conflito e entrando no Sudão nas últimas semanas.

“As forças armadas sudanesas continuam avançando em al-Fashaqa, recapturando terras roubadas e ganhando posições internacionalmente”, relatou a agência de notícias sudanesa Suna.

Na noite de terça-feira, os militares sudaneses disseram que atacaram tropas “em uma emboscada por forças etíopes e militantes dentro dos territórios sudaneses”.

Embora o exército não tenha confirmado os relatos, a mídia sudanesa informou que quatro soldados foram mortos e 27 feridos.

O chefe das forças armadas, general Abdel Fattah al-Burhan, e o órgão governante mais alto do Sudão, o Conselho Soberano, visitaram a área esta semana.

O primeiro-ministro sudanês, Abdullah Hamdouk, durante visita a Addis Abeba na semana passada, conversou com seu rival etíope Abi Ahmed sobre a demarcação da fronteira entre os países.

Addis Abeba fez questão de minimizar a importância da emboscada, dizendo que o incidente não ameaçou as relações entre os dois países.

Ligação curta: