Turno Zero

Notícias Completas mundo

Transporte do futuro

Transporte do futuro

automóvel, sistemistas e empresas de tecnologia estão trabalhando para garantir um futuro com acidentes de trânsito reduzidos. A Volvo, uma das marcas mais interessantes da idéia, vai além: o objetivo da empresa sueca é eliminar a morte nos carros que produz.

De acordo com o estudo “Mobilidade do futuro”, escrito por Allianz parceiros, esse cenário deve se tornar realidade em 2040. Mas, para que o futuro sem acidentes e mortes no trânsito saia do mundo das ideias, o carro autônomo é fundamental, sugere o estudo, além de especialistas no setor de mobilidade.

Quando os primeiros protótipos sobre o carro autônomo começaram a aparecer, a previsão era de que esses modelos chegariam às ruas em 2020 e seriam capazes de dominá-los no início da década de 1930. “As pessoas do setor tiveram uma verificação da realidade”, diz SAE Brasil, mentor de tecnologia e inovação de sistemas autônomos, Jonathan Marxen.

As empresas que trabalham no desenvolvimento de tecnologia não calculam mais quando um carro 100% autônomo, que pode transportar um usuário de um ponto a outro sem restrições de localização, deixará o jornal. “Nos próximos 50 anos, esse tipo de veículo é o horizonte”, diz o especialista.

.js">

Na indústria, existem aqueles que apostam que um veículo capaz de atender o motorista em qualquer situação ou com automação de nível 5 (veja detalhes na tabela), não deixa papel. O que é viável e promete aparecer na rua a partir do próximo ano. é um carro autônomo de nível 4. Volvo, BMW e Mercedes-Benz prometem colocar esta fase de automação no mercado no próximo ano (caixa de seleção).

A tecnologia de nível 4 é ideal para uso em estradas. Na prática, o carro é capaz de guiar o usuário de uma cidade para outra sem a necessidade de interferência humana em toda a seção da rodovia. Assim, pelo menos até 2030, o veículo autônomo será um carro para quem deseja viajar de transporte individual sem precisar dirigir.

Nesse caso, a responsabilidade por toda a viagem, bem como pelos acidentes encontrados na viagem, recai sobre as máquinas, não sobre os homens. Portanto, o usuário pode usar um telefone celular, ler um livro, assistir a um filme ou trabalhar. Mesmo se usado 100% autonomamente apenas na estrada, será uma revolução sem mobilidade Individual.

Daiana Juli

"Típico viciado em internet. Empreendedor. Leitor. Amante da web. Pensador. Futuro ídolo adolescente. Estudioso de Bacon. Aficionado por música."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Presença humana em Marte: revolução tecnicamente possível, mas imprevisível – 30.07.2020
Previous Post Presença humana em Marte: revolução tecnicamente possível, mas imprevisível – 30.07.2020
China acusa os Estados Unidos de quererem ‘eliminar’ a Huawei depois de avisar o Brasil em 30 de julho de 2020
Next Post China acusa os Estados Unidos de quererem ‘eliminar’ a Huawei depois de avisar o Brasil em 30 de julho de 2020