Turno Zero

Notícias Completas mundo

Trump planeja impor a venda da operação americana TikTok em 31 de julho de 2020

Trump planeja impor a venda da operação americana TikTok em 31 de julho de 2020

Presidente dos EUA, Donald Trump, prepararia um pedido para a empresa chinesa responsável pela rede social TikTok transferir a operação do aplicativo para os EUA por razões de segurança nacional, informaram dois jornais nesta sexta-feira (31).

O Wall Street Journal e a Bloomberg informaram que Trump pretendia encomendar a venda da Operação TikTok dos EUA pela empresa chinesa Bytedance, em meio a preocupações sobre o uso desse aplicativo pela inteligência chinesa.

Outras histórias, incluindo a da Fox News, informaram que a Microsoft estava negociando a aquisição do TikTok, que pode ser estimado em dezenas de bilhões de dólares.

As informações são obtidas após uma revisão do Comitê de Investimentos Estrangeiros nos Estados Unidos, que investiga acordos que afetam a segurança nacional dos EUA.

Nem o TikTok nem a Microsoft comentaram nada.

Estima-se que o TikTok, que se tornou extremamente popular principalmente entre os jovens, tenha um bilhão de usuários em todo o mundo.

.js">

Trump disse a repórteres que havia algumas esperanças em relação a essa rede social, mas elas não foram elaboradas em detalhes.

“Estamos assistindo Tiktok. Talvez possamos proibir o Tiktok. Podemos fazer outras coisas”, disse Trump.

“Existem algumas opções, mas muita coisa está acontecendo.”

Nas últimas semanas, autoridades e legisladores dos EUA comentaram preocupações sobre o potencial do TikTok que a China poderia usar para fins embaraçosos, mas a empresa negou qualquer vínculo com o governo de Pequim.

Nesta semana, o TikTok prometeu um alto nível de transparência, inclusive permitindo revisões de seus algoritmos.

“Não somos políticos, não aceitamos publicidade política e não temos uma agenda – nosso único objetivo é permanecer uma plataforma dinâmica e vibrante para que todos possam desfrutar”, comentou Kevin Mayer, CEO da TikTok.

“O TikTok se tornou o alvo mais recente, mas não somos o inimigo”, acrescentou.

Carlos Eduardo

"Fã de música. Geek de cerveja. Amante da web. Cai muito. Nerd de café. Viciado em viagens."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

“Meu irmão não é um incômodo”, diz a irmã de um homem morto pela polícia em Botucato durante uma noite de terror – 31/07/2020. – Vida cotidiana
Previous Post “Meu irmão não é um incômodo”, diz a irmã de um homem morto pela polícia em Botucato durante uma noite de terror – 31/07/2020. – Vida cotidiana
Na natureza, o ônibus pode ser levado ao Museu do Alasca em 31 de julho de 2020
Next Post Na natureza, o ônibus pode ser levado ao Museu do Alasca em 31 de julho de 2020