Novembro 25, 2020

Turno Zero

Notícias Completas mundo

Veteran dá dicas sobre como negociar Bitcoin com segurança

O aumento no preço de Bitcoin (BTC) está conduzindo novos investidores para o mercado de criptomoedas.

No entanto, esse tipo de investimento continua sendo uma atividade relativamente arriscada.

Como resultado, Anthony Pompliano – investidor e influenciador da criptoesfera – deu alguns conselhos aos investidores de Bitcoin a fim de ajudar a conscientizar seus seguidores.

Dicas para novos investidores

A semana atual está cheia de euforia dos investidores quanto ao futuro do preço do Bitcoin. Muitos deles acreditam que a criptomoeda está prestes a bater seu recorde histórico de US $ 20 mil (R $ 111.408).

Assim, levando em consideração o momento atual, Pompliano lembrou aos negociadores sobre os riscos envolvidos nas transações com criptomoedas:

@APompliano

“Mensagem importante, neste momento em que entramos no próximo mercado altista de Bitcoin:

  • O BTC é muito volátil;
  • Você pode perder todo o seu dinheiro [investindo em BTC];
  • Invista apenas o que você pode perder;
  • O Twitter não atua como consultor financeiro;
  • Não compre BTC com cartão de crédito;
  • Pense a longo prazo;
  • Faça sua própria pesquisa. ”

Volatilidade é comum

O BTC está cotado a R $ 85.482 até o momento, com valorização de 6% em apenas 24 horas.

No entanto, o preço da criptomoeda é geralmente mais volátil do que os ativos tradicionais:

.js">
BTC / BRL
BTC / BRL

Assim, no gráfico TradingView, é possível verificar que o preço do Bitcoin está subindo durante o ano de 2020, mas foi sujeito a algumas correções significativas.

Portanto, nada impede que o Bitcoin passe por uma nova correção nas próximas semanas.

Brasileiros têm preocupações extras

Além dos fatores mencionados, há outro ponto a ser considerado no Brasil: o preço do dólar.

Isso ocorre porque Bitcoin (BTC) e o resto criptoativo são cotados em dólares. No entanto, a instabilidade causada pelas eleições presidenciais dos EUA pode deixar o preço do dólar volátil.

Assim, em caso de desvalorização significativa do dólar, é possível que o preço do Bitcoin caia.

Por fim, é importante atentar para a plataforma em que o BTC é negociado. O Brasil oferece algumas opções, mas as principais bolsas do mercado estão localizadas no exterior.

É preciso também investigar corretoras para saber quais aceitam depósitos e saques em reais, por exemplo.

Além disso, algumas bolsas cobram taxas consideráveis ​​para depósitos e retiradas. Portanto, é importante conhecer essas taxas antes de depositar dinheiro ou criptomoedas nas plataformas.

Leia também: Binance detalha as razões para a ascensão do Bitcoin

Leia também: 4 altcoins para ficar de olho além do Bitcoin

Leia também: Empresário avisa: bancos que não aderem ao Bitcoin virarão pó