A inflação da zona do euro sobe para 5% em dezembro. Preços de energia sobem 26% – Europa

A taxa de inflação anual terá atingido 5% na zona do euro em dezembro, revela a estimativa rápida divulgada nesta sexta-feira pelo Eurostat, o escritório de estatísticas da União Europeia.

Em novembro, a inflação na área do euro voltou a aumentar., situando-se em 4,9%. O índice de preços ao consumidor da região atingiu um novo máximo naquele mês desde a criação da moeda única, tendo aumentado 0,8 pontos percentuais em relação ao mês anterior.

O valor da inflação estimado pelo Eurostat para dezembro está acima dos valores antecipados pelos economistas. De acordo com a Bloomberg, era esperado um resultado de 4,8% em dezembro, um pouco abaixo dos 4,9% do mês anterior. De acordo com o Eurostat, a maior contribuição para a alta dos preços nos países europeus do euro em dezembro veio da energia, seguida por alimentos, álcool e tabaco. “Espera-se que a energia tenha o maior aumento anual da taxa em dezembro”, indica o Eurostat, apontando para um aumento estimado de 26%. O grupo alimentação, álcool e fumo atingiu 3,2%, ante 2,2% no mês anterior.

Agora, com essa estimativa de 5% em dezembro, é um novo recorde, o que se soma às dúvidas sobre se a alta da inflação será realmente temporária, a que se refere o discurso dos dirigentes do Banco Central Europeu (BCE) até aqui. . Porém, no final de dezembro, em declarações citado pela Reuters, Luís de Guindos, vice-presidente do BCE, já reconheceu que a inflação era “mais persistente, digamos, não tão temporária como antecipávamos”.

No mês passado, Christine Lagarde, a presidente do BCE, já alertava para a probabilidade de a inflação permanecer elevada no curto prazo antes de se estabilizar ao longo do ano, possivelmente abaixo da meta de 2%.

Estônia e Lituânia com os maiores valores de inflação
Os dados do Eurostat contêm a análise usual das diferenças entre os membros da zona do euro. As estimativas de dezembro apontam para países como a Estônia e a Lituânia com as maiores taxas de inflação anual, com 12% e 10,7%, respectivamente.

Por outro lado, as taxas mais baixas são visíveis em Malta (2,6%) e em Portugal (2,8%) e na Finlândia (3,2%).

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © turnozero.com.
turnozero.com is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Turno Zero