Turno Zero

Notícias Completas mundo

A vacina pode estar pronta até o final de 2020, afirma OMS – Executive Digest

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse na terça-feira que uma vacina contra o novo coronavírus pode estar pronta até o final de 2020, informou a agência ‘Reuters’.

Falando publicamente sobre o fim de uma reunião de dois dias do Conselho Executivo da OMS no contexto da pandemia de Covid-19, o funcionário disse: “Vamos precisar de vacinas e há esperança de que até o final deste ano possamos ter uma . É isso que esperamos ”, frisou sem dar maiores detalhes sobre o assunto.

Atualmente, são nove vacinas experimentais em estágio avançado, que fazem parte do mecanismo global de distribuição de vacinas, COVAX, liderado pelo organismo mundial, cujo objetivo principal é garantir a disponibilidade de dois bilhões de doses do medicamento até o final de 2021.

Essa visão otimista da OMS em relação à crise de saúde pública tem sido uma constante. Lembre-se disso em um artigo de opinião publicado na semana passada no jornal britânico ‘Independent’, Tedros sublinhou que “a lição mais importante é sempre a mesma: seja qual for a fase da pandemia num país, nunca é tarde para mudar o curso das coisas”.

.js">

Apesar do aumento substancial do número de casos, numa altura em que a Covid-19 já infectou mais de 35,5 milhões de pessoas e causou mais de um milhão de mortes, o responsável tenta enviar uma mensagem de “esperança” e tranquilidade. “Este é um momento difícil para o mundo, mas há sinais de esperança que nos encorajam agora e no futuro próximo”, escreveu ele.

“Mais de um milhão de pessoas já perderam a vida por causa do covid-19, e muitas outras sofrem com a pandemia”, disse o especialista, destacando também a velocidade sem precedentes com que o mundo conseguiu desenvolver testes e se mobilizar para encontrar eficácia e vacinas seguras o mais rápido possível.

Tedros também defendeu a importância do “investimento sustentável” nos sistemas de saúde pública para combater com sucesso o vírus. “Embora o continente americano tenha sido o mais afetado até agora, o Uruguai foi o que registrou o menor número de casos e mortes na América Latina, tanto no total quanto per capita”, justamente pela “robustez” de seu sistema de saúde.

“Não é por acaso, o Uruguai tem um dos sistemas de saúde mais robustos e resilientes da América Latina, com investimentos sustentáveis ​​baseados no consenso político sobre a importância de investir na saúde pública”, acrescentou.

Carlos Eduardo

"Fã de música. Geek de cerveja. Amante da web. Cai muito. Nerd de café. Viciado em viagens."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Previous Post As taxas Euribor caem para novos mínimos de 12 meses e sobem para três e seis meses – Executive Digest
Next Post O ouro perde para o Bitcoin em rendimento mesmo em seu melhor ano