Aceitar a demissão de funcionários que lidam com efeito de coronavírus 16.06.2020

Escrito por Fanny Potkin e Anshuman Daga

CINGAPURA (Reuters) – A empresa de pagamentos e transporte do sudeste asiático Grab anunciou na terça-feira que demitirá mais de 300 funcionários devido aos efeitos do coronavírus, na última falha do seu financiador SoftBank Group.

Pessoas familiarizadas com o problema notificaram a startup mais valiosa do sudeste da Ásia, avaliada em US $ 14 bilhões, informou a equipe de corte de custos em uma reunião da prefeitura.

O CEO Anthony Tan disse à equipe em nota vista pela Reuters que a empresa cortaria pouco menos de 5% de sua força de trabalho, ou cerca de 360 ​​funcionários. A empresa já havia solicitado aos funcionários que tirassem licença voluntária não remunerada.

A Grab, que opera em oito países, não enfrentou restrições de capital e estaria “abandonando projetos irrelevantes, consolidando equipes e articulando para se concentrar nas entregas”, disse a porta-voz.

Atualmente, o Grab possui reservas de três bilhões de dólares, de acordo com uma fonte informada.

“A empresa (Grab) está no modo de crescimento há muitos anos em muitos setores verticais e precisa fazer ajustes para se tornar mais focada”, disse Jianggan Li, da equipe de consultoria Momentum Works de Cingapura.

“Com capital suficiente na conta e pressão competitiva reduzida, é preciso realmente focar na criação de serviços essenciais que serão lucrativos”.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Turno Zero