Brasil tem 53.830 mortes e 1.188.631 casos, segundo o Ministério da Saúde

Os departamentos de saúde do estado estão registrando um total de 53.874 mortes de coronavírus após adicionar 1.103 novos registros de doenças em 24 horas, um consórcio de veículos de imprensa dos quais Twitter faz parte.

A pesquisa também revela 40.995 diagnósticos no país a partir do boletim de ontem, elevando o total a 1.192.474 casos.

O Ministério da Saúde anunciou hoje que mais de 1.185 mortes pelo novo coronavírus foram confirmadas em todo o Brasil nas últimas 24 horas, aumentando para 53.830 mortes o número total de mortes no país – 44 menos que o consórcio.

Os dados do governo federal também têm 42.725 novos registros de pessoas da precipitação – 19 entre ontem e hoje, o segundo maior número já confirmado em um período de 24 horas – em 20 de junho, 54.771 novas pessoas infectadas foram registradas. Além disso, o país resume pelo menos 1.188.631 diagnósticos da doença – 3.843 casos a menos do que a pesquisa da mídia.

Desse total, 649.000 pessoas são consideradas recuperadas e 484.893 estão sob vigilância, diz o governo.

O Brasil novamente registrou uma aceleração das mortes em 19 de agosto e registrou um aumento de 22% no número de novos casos da doença na última semana epidemiológica medida pelo Ministério da Saúde.

Segundo dados divulgados hoje em uma coletiva de imprensa em Planalt, 7.256 mortes foram registradas naquele país entre os dias 14 e 20 de junho.

Houve 6.790 mortes na semana anterior, um aumento de 7% agora. Além disso, dados do período anterior mostraram a primeira queda de acidentes em uma semana coronavírus, uma redução de 4% em relação à semana epidemiológica que incluiu os dias entre 31 de maio e 6 de junho (7.096 mortes).

São Paulo registrou hoje o segundo maior número de casos confirmados em um único dia no estado, com 9.347 novos eventos registrados nas últimas 24 horas. Assim, alcançou 238.822 casos confirmados de covid-19, doença causada por um novo coronavírus, desde o início da pandemia.

Segundo o secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann, o número de casos e óbitos está dentro do cenário esperado pelo governo de São Paulo para junho.

Mais de 4 milhões de pessoas tiveram sintomas

Em maio, 4,2 milhões de pessoas (ou 2% da população) apresentaram sintomas semelhantes aos da gripe que poderiam estar associados a um novo coronavírus.

A pesquisa é realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Esses sintomas, no entanto, foram relatados pelos sujeitos e não pressupunham a existência de um diagnóstico médico.

As informações são da primeira edição mensal da PNAD COVID19, realizada hoje pelo instituto. A pesquisa é uma versão da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD continuada), realizada com o apoio do Ministério da Saúde para quantificar indivíduos com sintomas semelhantes aos da gripe.

Veículos se unem para obter informações

Em resposta à decisão do governo de Jair Bolsonar (sem partido) de restringir o acesso aos dados da pandemia da covid-19, a mídia Twitter, Estado de São Paulo, Folha de S. Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio de cooperação desde a semana passada e, assim, solicitaram os dados necessários diretamente às secretarias estaduais de saúde das 27 unidades da Federação.

O governo federal, através do Ministério da Saúde, deve ser uma fonte natural desses dados, mas opiniões recentes do governo e do próprio presidente questionam a disponibilidade dos dados e sua precisão.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

TURNOZERO.COM PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Turno Zero