Coronavírus: Brasil passa 30.000 mortos e bate recorde com 1.262 em 24 horas – 06/02/2020

O Ministério da Saúde confirmou hoje 1.262 novas mortes registradas devido ao novo coronavírus, o maior número registrado em um período de 24 horas – o recorde anterior foi em 21 de maio, com 1.188 confirmações em um dia. O Brasil atingiu um total de 31.199 mortes.

Segundo o último relatório do governo, o Brasil teve 28.936 novos diagnósticos desde ontem e agora tem 555.383 casos confirmados de 19 casos em todo o país.

Segundo o mapa, mais de 300.000 casos estão sendo monitorados. Cerca de 223.000 pacientes já se recuperaram da doença.

Dados de Universidade Johns Hopkins eles apontam para o país atrás de apenas três outros no total de mortes. São eles: Itália (33.530), Grã-Bretanha (39.451) e Estados Unidos (104.043).

Com apenas diagnósticos considerados, o Brasil está atrás dos Estados Unidos, com mais de 1,8 milhão de casos.

Entenda como trabalhar com a contagem de integridade

A confirmação da morte e o diagnóstico feitos pelo governo entre os dois dias não apareceram necessariamente nas últimas 24 horas. O Ministério da Saúde explica que as filas de exames causam atrasos nos registros feitos pelas secretarias.

Além disso, muitas ocorrências podem ser de outras datas. EM Twitter já identificou atrasos de mais de 50 dias por morte oficial.

Bolsonaro lamenta, mas cita “destino”

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) contestou esta manhã, quando o Brasil ainda registrava quase 30.000 mortes devido a uma nova coronavírus, mas ressaltou que a morte é “o destino de todos”.

O discurso ocorreu depois que um fã pediu a Bolsonar que enviasse uma mensagem de conforto às famílias em luto devido à pandemia quando ele deixava o Palácio da Alvorada. “Lamentamos todos os mortos, mas é o destino de todos”, disse o presidente.

1 milhão de casos em junho

O Brasil deverá atingir um milhão de casos do novo coronavírus em pouco mais de duas semanas, segundo a plataforma estatística da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul).

Com dados oficiais atuais sobre novos casos, projeção do Instituto de Informática da Universidade do Rio Grande do Sulu diz que um marco de 1 milhão de pessoas com covid-19 deve ser alcançado em 20 de junho. Naquele momento, o país deve chegar perto de 50.000 mortes, de acordo com o orçamento.

O país superou a estimativa de 500.000 casos na semana passada (31), pouco mais de três meses após a primeira notificação secreta de 19 no Brasil. Agora, provavelmente adicionaremos a mesma quantidade em 20 dias.

Preste atenção nas medidas de mitigação, diz Opas

A diretora da OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde) Carissa Etienne disse hoje que os governos latino-americanos devem “pensar duas vezes” antes de facilitar as medidas de isolamento social.

A declaração chega em um momento em que vários estados e municípios brasileiros, como São Paulo e Rio de Janeiro, começam a adotar algum tipo de flexibilidade em suas quarentenas, enquanto os casos “covid-19” continuam aumentando.

“Pense duas vezes antes de mitigar as medidas de distância social. A distância social continua sendo nossa melhor estratégia para conter a propagação do vírus”, disse ele em teleconferência com repórteres nesta tarde.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Turno Zero