Março 8, 2021

Turno Zero

Notícias Completas mundo

COVID-19: A vacina moderna é eficaz e não apresenta “problemas de segurança”, diz o regulador dos EUA – Notícias

A vacina contra o COVID-19 produzida pela Moderna não apresenta “nenhum problema específico de segurança”, afirmou hoje a agência de medicamentos dos Estados Unidos (FDA), que se reúne quinta-feira para decidir sobre sua autorização urgente.

A vacina desenvolvida pela farmacêutica americana de biotecnologia deve ser a segunda vacina a receber luz verde nos Estados Unidos, depois da produzida pela Pfizer / BioNTech, que começou a ser administrada em hospitais dos Estados Unidos nesta segunda-feira.

A Moderna indicou que, em ensaios clínicos, sua vacina apresentou 94,1% de eficácia na prevenção da doença e 100% na prevenção de casos graves.

“O FDA determinou que o fabricante forneceu informações adequadas para garantir a qualidade e consistência da vacina para autorização do produto”, disse a agência, em comunicado divulgado hoje.

Na quinta-feira, um comitê consultivo independente se reunirá para avaliar a nova vacina, em reunião que aguarda sua aprovação e que dará luz verde para iniciar o fornecimento nos Estados Unidos nos próximos dias.

Na segunda-feira, as primeiras injeções da vacina desenvolvida pela Pfizer e BioNTech começaram a ser administradas nos Estados Unidos, e o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) recomendou que a vacinação fosse feita inicialmente para profissionais de saúde. saúde e aqueles que vivem ou trabalham em lares de idosos.

A notícia do início da aplicação das primeiras vacinas chega em um momento em que os Estados Unidos passam por um dos momentos mais graves da pandemia, com elevados índices de novos casos diários e mais de 300 mil mortes confirmadas.

A pandemia COVID-19 causou pelo menos 1.621.397 mortes resultantes de mais de 72,7 milhões de casos de infecção em todo o mundo, de acordo com um relatório feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detectado no final de dezembro de 2019 em Wuhan, uma cidade no centro da China.

Na Europa, o maior número de mortes é registrado na Itália (65.011 mortos, mais de 1,8 milhões de casos), seguido pelo Reino Unido (64.402 mortos, mais de 1,8 milhões de casos), França (58.282 mais de 2,3 milhões de casos) e Espanha (48.013 mortes, mais de 1,7 milhão de casos).

Portugal contabiliza hoje mais 84 mortes relacionadas com COVID-19 e 2.638 novos casos de infecção com o novo coronavírus, segundo a Diretoria Geral de Saúde (DGS).

O boletim epidemiológico da DGS revela que 3.206 pessoas estão hospitalizadas, 48 ​​a menos que na segunda-feira, 506 das quais estão em terapia intensiva, sete a menos.

Desde o início da pandemia, Portugal registou 5.733 mortes e 353.576 casos de infecção pelo vírus SARS-CoV-2, dos quais 67.805 estão atualmente ativos, menos 3.207 casos face a segunda-feira.

Gostaria de receber mais informações sobre este assunto? Inscreva-se no nosso Boletim de Notícias e nosso Notificações para que nada passe por você.

Vídeo – Como funcionam os testes para detectar o coronavírus?

12 alimentos com muito ácido ascórbico: seu sistema imunológico agradece