Esperar impostos sobre a renda pode facilitar as contas em uma crise acelerada 19

Crise econômica causada pela pandemia da Bósnia e Herzegovina coronavírus eles deixaram muitas pessoas sem renda e acumulando contas em atraso. Nessa situação, um reembolso do imposto de renda para quem tem direito a receber uma parte do que pagou ao Estado pode ser útil.

Mas aqueles que estão com pressa e não podem esperar pela linha de devolução do dinheiro podem ser assumidos em vários bancos que oferecem uma linha de crédito garantida por esse dinheiro. É um empréstimo no qual você pagará juros. Então, quando você o recebe do IRS, você paga o empréstimo. Os conselheiros apontam que esse tipo de empréstimo pode ser valioso para quem é vermelho, mas alerta para o risco que uma pessoa assume nesta operação. Se você pode esperar, é sempre melhor.

Quando vale a pena

Se uma pessoa não precisa de dinheiro, não vale a pena tomá-lo. Mas devemos reconhecer que, em tempos de crise como o presente, as pessoas precisam realmente de dinheiro.
Reinaldo Domingos, Presidente da Plataforma de Consultores Financeiros Dsop

Ele cita o exemplo de uma pessoa que possui dívida com cartão de crédito, cuja taxa média mensal no Brasil é de 6,8% ao mês, segundo o Banco Central. Nesse caso, a opção a considerar é a ferrovia que os bancos oferecem para antecipar as declarações fiscais.

De acordo com a plataforma de comparação de taxas de pesquisa ComparaOnline, as taxas cobradas pelos bancos para prever reembolsos de imposto de renda variam de 1,79% a 3,69% ao mês.

As taxas de juros variam de acordo com o relacionamento bancário

O custo depende do banco, do valor a ser antecipado, do relacionamento do cliente com a instituição financeira e de seu histórico.

“É uma maneira fácil e rápida, porque a aprovação não possui a burocracia existente em outros tipos de empréstimos”, diz o planejador financeiro da Planos, Paulo Marostica, também contador.

Segundo ele, nenhum investimento em renda fixa oferece ganhos superiores às taxas que os bancos cobram por empréstimos. Por esse motivo, ressalta Marostica, a contratação de um empréstimo só é válida se uma pessoa tiver um atraso ou outra dívida cujo preço seja superior aos juros do reembolso antecipado de impostos.

Como fazer

Para obter um reembolso, basta apresentar o recibo da declaração ao banco, comprovando o valor que você deve receber. Para antecipar um reembolso, o comprador deve especificar o banco como o local do depósito de reembolso. Esta indicação é declarada na declaração de imposto de renda.

O valor liberado varia de 75% a 100% do reembolso e o dinheiro cai na conta até o dia seguinte à conclusão do contrato.

Como regra, o prazo do empréstimo pode estar ativo após a data do pagamento da última série de reembolsos, no caso de 2020, em 30 de setembro. Mas este ano os bancos estão em condições diferentes, estendendo o prazo até o final do ano.

Risco de permanecer na malha fina

Os consultores alertam que o cliente deve estar ciente do risco de cair em uma malha fina. Isso acontece quando o IRS encontra algumas informações incorretas ou incompletas na declaração de uma pessoa e, portanto, retém um reembolso.

Se, no dia do pagamento ao banco para pagar o empréstimo, a pessoa não receber um reembolso, a condição repetirá a negociação, provavelmente alterando a linha de crédito com o pressuposto de uma taxa mais alta.

É importante lembrar que o contribuinte não possui as informações encaminhadas ao banco, pois o governo pode fazer um reembolso de imposto na pequena rede. Se isso acontecer, o banco cobra um empréstimo e o comprador terá que negociar o empréstimo a taxas mais altas.
Paulo Marostica, consultor financeiro do planejador

O planejador da Dsop, Reinaldo Domingos, diz que o risco geralmente é maior no caso daqueles que dão uma declaração completa. “Se uma pessoa faz uma declaração em um modelo completo, solicitando um desconto por causa do custo com um médico ou dentista, por exemplo, a preocupação aumenta com o risco de cair em uma malha fina”, diz ele.

Próximas datas de reembolso

Para descobrir se a devolução foi liberada, o contribuinte deve acessar o site Renda da Internet, Na consulta, é possível acessar a instrução extrair e verificar se há inconsistências nos dados. Nesse caso, o contribuinte pode avaliar as questões pendentes e regulá-las, enviando uma correção.

As seguintes datas de reembolso de IR são:

  • 2ª série: 30 de junho
  • 3ª série: 31 de julho
  • 4ª série: 31 de agosto
  • 5ª série: 30 de setembro

Cair em uma malha fina? Veja as diretrizes da receita

Notícias do UOL

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Turno Zero