Turno Zero

Notícias Completas mundo

Família de agricultor português agredida violentamente por gangue armada em Joanesburgo – Notícias

O agricultor João Paulo da Cruz, natural de Durban, no litoral do país, disse hoje à Lusa que a sua mulher e quatro filhos – três raparigas e um rapaz de 6, 8, 11 e 13 anos respectivamente, foram agredidos na manhã desta sexta-feira. feira, na fazenda em Westonaria, a 45 quilômetros a oeste da capital sul-africana.

“Era de manhã cedo, enquanto estive ausente por uma hora, três homens negros armados chegaram com dois homens brancos para entrar na propriedade, que assim que saíram daqui logo desapareceram”, disse.

“Depois de alguns minutos, quatro outros indivíduos apareceram, perguntaram sobre o dinheiro e o cofre e minha esposa os levou para lá, mas sempre a ameaçando com uma arma apontada para a cabeça dela que sequestrariam e matariam as crianças se não cooperassem , “João Paulo da Cruz.

O agricultor frisou que as crianças e a mulher gozam de boa saúde, mas que precisam de acompanhamento psicológico “o mais cedo possível” devido aos traumas físicos e emocionais sofridos.

“Os miúdos estão muito traumatizados e o meu filho não quer dormir no quarto dele”, explicou à Lusa João Paulo da Cruz, referindo que um deles ameaçou a mulher com a arma apontada para a cabeça da filha mais nova.

“Eu disse a ele que se ele não fizesse o que queria, ele iria pegá-la e então atirar em sua cabeça”, acrescentou.

.js">

“No momento ainda não percebi, mas com o tempo também terei que receber tratamento para traumas”, disse João Paulo da Cruz.

Os agressores roubaram quatro armas de caça, quatro computadores e vários objectos pessoais, entre os quais as chuteiras do filho, explicou o agricultor português à Lusa.

A polícia sul-africana em Westonaria confirmou a ocorrência à Lusa, não tendo ainda anunciado quaisquer detenções.

“Posso confirmar que o caso do roubo foi aberto na nossa esquadra de Westonaria e a investigação está em curso (…) ainda não há detenções”, disse à Lusa a porta-voz da polícia Audrey Seafara.

Este é o terceiro assalto à mão armada depois de dois incidentes ocorridos em 2013 e 2018, disse o agricultor à Lusa.

No incidente de dezembro de 2018, um dos agressores foi preso, “mas a polícia o liberou”, disse ele.

Filho de emigrantes portugueses de Aveiro, que se instalaram na África do Sul na década de 1960, João Paulo da Cruz disse que desde 2006 se dedica à pecuária e à produção de milho na Westonaria, numa quinta agrícola de 400 hectares, onde emprega cerca de 10 pessoas .

Para além da agricultura, o agricultor português disse que ainda é proprietário de uma empresa de camionagem de longo curso, nomeadamente para a Zâmbia e o Zimbabué.

Carlos Eduardo

"Fã de música. Geek de cerveja. Amante da web. Cai muito. Nerd de café. Viciado em viagens."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Previous Post As melhorias do Trump aumentam o apetite ao risco. Ações e ganho de petróleo, aumento de juros e rendimento em dólares – Mercados em um minuto
Next Post O HarmonyOS da Huawei deve chegar primeiro aos smartphones com Kirin 9000 5G