Janeiro 28, 2021

Turno Zero

Notícias Completas mundo

Funcionários vandalizam fábrica de iPhones e acabam presos

Diante da pandemia, muitas coisas mudaram no mundo. Os problemas de salários atrasados, fome, violência têm aumentado e muitas pessoas estão sofrendo. Cerca de 100 pessoas foram presas pelas autoridades após vandalizar uma fábrica de iPhones.

Descubra o que aconteceu e o que os funcionários afirmam.

Funcionários vandalizam fábrica de iPhones e acabam presos

Cerca de 100 pessoas foram presas depois que uma fábrica de celulares da Apple no sul da Índia foi vandalizada por trabalhadores que reivindicaram salários em atraso e acusaram a fazenda, disse Lusa. Tudo aconteceu no sábado, em uma fábrica do grupo taiwanês Wistron Infocomm Manufacturing, nos arredores de Bangalore.

Funcionários vandalizam fábrica de iPhones e acabam presos

De acordo com as imagens divulgadas no site, podem ser vistos vidros quebrados e carros capotados. As câmeras de vigilância de vídeo, lâmpadas e ventiladores também foram quebrados e um carro foi incendiado. Segundo a mídia, os funcionários reclamam que não recebem salário há quatro meses e, além disso, dizem que foram obrigados a fazer horas extras.

Assista em vídeo as ações de vandalismo das fábricas de iPhones

O vice-ministro adjunto do Estado de Karnataka, CN Ashwathnarayan, denunciou os atos de violência gratuita e acrescentou que o assunto será esclarecido em breve. Há até equipes especiais no local para investigar o incidente, disse a polícia local. Ashwathnarayan também disse que "Garantiremos que os direitos dos trabalhadores sejam protegidos e que os valores devidos sejam pagos".

O grupo Wistron disse à AFP que "o incidente foi causado por estranhos de fora da fábrica", que causaram danos, "sem saber as suas intenções". O grupo acrescentou que se comprometeu a "seguir as leis trabalhistas locais e todas as outras regulamentações nesta área", em um comunicado em chinês.

Ainda de acordo com a notícia, não há registro de feridos nessas ações de vandalização da fábrica. Do lado da Apple, ainda não há informações.