Govt-19: Reino Unido deve cancelar cheques de viagem antes da partida

O governo anunciou que as regras de verificação serão relaxadas para viajantes ao Reino Unido após ligações do Departamento de Viagens.

Arquivo: O passageiro chega ao Terminal 5 de Heathrow, no oeste de Londres, em 2 de agosto de 2021.
Foto: Tolka Akmen / AFP

Os passageiros que chegarem ao Reino Unido totalmente vacinado a partir das 17h de sexta-feira (NZT) não precisarão mais fazer o teste antes de viajar.

A partir de domingo, eles podem fazer um teste rápido de antígeno mais barato do que um teste de PCR no segundo dia de chegada.

As regras para auto-isolamento também mudarão na chegada.

A mudança foi confirmada anteriormente por Boris Johnson, após telefonemas de agências de viagens de que as medidas não foram eficazes, pois a Omicron estava se espalhando amplamente.

De acordo com as regras atuais, que estão em vigor até sexta-feira, todos os passageiros totalmente vacinados com idade superior a 12 anos devem apresentar evidências de um teste rápido de antígeno negativo ou teste de PCR feito dois dias antes da chegada ao Reino Unido. Aqueles que estão totalmente vacinados devem pagar pelo teste de PCR em até dois dias e se isolar enquanto aguardam o resultado.

Aqueles que não foram totalmente vacinados agora devem fazer o teste de PCR no segundo e oitavo dia e isolados por 10 dias.

Mas sob as novas regras:

  • A partir das 17h de sexta-feira, 7 de janeiro, pessoas totalmente vacinadas e menores de 18 anos não serão obrigadas a fazer o teste dois dias antes da partida para o Reino Unido de países fora do Reino Unido e da Área Comum de Viagem. Ao chegar, devem fazer o teste de PCR, mas não precisam mais se isolar enquanto aguardam o resultado.
  • A partir das 17h de domingo, 9 de janeiro, eles terão apenas que fazer o teste de Antígeno Rápido em vez do teste de PCR. Mas este teste deve ser adquirido de um provedor de teste privado – testes gratuitos do NHS não são permitidos
  • Passageiros não vacinados devem ser isolados no oitavo dia e 10 dias nos testes de pré-embarque e PCR.

O primeiro-ministro Boris Johnson disse que o teste antes da partida “encoraja muitos a viajar com medo de ficar preso no exterior e incorrer em custos adicionais significativos”.

O anúncio foi feito depois que as companhias aéreas disseram na semana passada que os testes de passageiros não tiveram um impacto real, com dados mostrando que uma em cada 25 pessoas no Reino Unido tinha o vírus.

Eles também disseram que o departamento de inspeção obrigatória bloqueou a recuperação.

Johnson havia se reunido anteriormente com seu gabinete e disse que, com as mudanças nos testes de viagens, o governo tornaria as regras do teste Govt mais fáceis para aqueles sem sintomas, para que eles não precisassem mais confirmar o teste rápido de antígeno positivo com PCR.

Na terça-feira, Johnson disse esperar que o país seja capaz de “surfar” a onda atual, embora reconheça que algumas partes do NHS seriam temporariamente exageradas.

Essa mudança de regra entrará em vigor em 11 de janeiro e se aplicará apenas ao Reino Unido.

Após o anúncio ao Reino Unido, o Ministro da Saúde de Gales, Elund Morgan, disse: “Hoje, relutantemente, concordei em eliminar a necessidade de viajantes totalmente vacinados e pessoas menores de 18 anos de idade se submeterem ao teste antes da partida (PDT) e um teste de PCR de 2 dias após chegada ao Reino Unido. “

Quais são as regras de viagem atuais?

Atualmente, todos os viajantes ao Reino Unido com 12 anos de idade ou mais devem apresentar prova de um teste negativo, que pode ser um PCR ou teste rápido de antígeno, e deve ser feito dois dias antes da partida para o Reino Unido.

Eles têm que fazer outro teste nos primeiros dois dias de sua chegada ao Reino Unido – desta vez, deve ser um teste PCR.

Mas quando a regra foi introduzida há um mês, o número de novos casos relatados todos os dias no Reino Unido estava entre 40.000 e 50.000 – e só aumentou relativamente devagar, já que foi quase inteiramente causado pela variante Covit Delta. .

Mas os casos do Reino Unido estão disparando e são uma variante dominada pelo Omicron – então as companhias aéreas podem argumentar que não confiam mais no teste “evitar Omicron”.

– BBC

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

TURNOZERO.COM PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Turno Zero