Turno Zero

Notícias Completas mundo

Modelo desapareceu há um ano nos EUA e foi encontrada morando nas ruas do Brasil

A modelo Eloísa Pinto Fontes foi dada como desaparecida em junho de 2019, em Nova Iorque (EUA), após vários dias sem que ninguém a pudesse contactar.

Segundo JN, a última vez que ela foi vista foi na agência de modelos Marilyn, em Manhattan. A jovem teria dito a um colega que iria então ao Consulado Brasileiro para obter um novo passaporte, pois foi roubada e ficou sem documentos. Depois disso, ninguém mais a viu.

Quase um ano e meio depois, a modelo de 26 anos foi encontrada vagando em uma favela do Rio de Janeiro por agentes do Morro do Cantagalo, em Ipanema, zona sul da cidade, “visivelmente desorientada”, “em risco da vida “e” morar na rua “, segundo a mesma fonte.

Diante do estado psicológico em que foi encontrada, Eloísa foi encaminhada para um centro psiquiátrico, onde está internada.

Refira-se que, antes de desaparecer, Eloísa tinha assinado contratos com marcas conceituadas como Armani e Dolce & Gabbana, não se conhecendo ainda os contornos do seu desaparecimento.

.js">

Eloísa é mãe de uma menina de sete anos e seu agora ex-marido fez algumas acusações: “Abandonou a filha há seis anos. Eloísa nunca usou drogas perto de mim, mas era extremamente explosiva e rebelde. Nem a família dela. , nem eu nem ninguém consegue falar com ela. Ela tinha namorado e, quando estava com ele, usava drogas ”, disse, citada pelo JN.

Carlos Eduardo

"Fã de música. Geek de cerveja. Amante da web. Cai muito. Nerd de café. Viciado em viagens."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Previous Post ″ Cresce demanda por energia 100% elétrica ″
Next Post O Windows 10 receberá novidades em sua capacidade de copiar e colar