Não há mais tempo para esperança – 13.06.2020

Todos concordamos que os últimos meses não foram fáceis.

Entre uma pandemia global e uma crise econômica que afetará uma geração inteira, é difícil encontrar coisas que nos façam sentir bem.

Esse eterno estado de incerteza não é saudável para ninguém. Mas como você sai desse ciclo vicioso quando nada parece estar errado?

Por causa das coisas sobre as quais escrevo aqui na coluna – e meu estilo de vida – muitos me pedem ajuda. Alguns com situações pessoais, outros com mais problemas macro.

Mas, no final de cada uma das suas perguntas e interações, você tem a mesma pergunta. A questão da velhice que supõe que todas as pessoas que já existiram se perguntaram pelo menos uma vez na vida:

“Ela vai ficar bem?”

Esta é uma pergunta muito simples que, como em toda simplicidade, possui um mundo complexo.

Na semana em que os movimentos raciais começaram a protestar aqui e nos Estados Unidos, conversei com muitas pessoas. Eu mediei uma discussão incrível aqui no UOL, dei uma entrevista na TV, conversei com muitos amigos, diretores de empresas, líderes comunitários, enfim, foi uma semana longa. Todas as conversas tinham as mesmas preocupações e um senso de urgência nelas.

As pessoas queriam entender o que podiam fazer para impedir a opressão racial dos negros. O que eles poderiam publicar. Onde eles poderiam doar. Com quem eles poderiam conversar. Mas no final tudo era muito macro, tudo muito grande. Tudo em um senso de esperança pelo que posso fazer para “ficar bem”?

“Não há nada que você possa fazer para mudar o mundo, mas você deve fazer tudo o que puder para mudar a si mesmo.” Em suma, essa foi a minha resposta para todos eles.

Não era isso que eles realmente queriam ouvir, mas, como disse o filósofo Jagger, “nem sempre você consegue o que deseja, mas, se tentar, consegue o que precisa”.

Estamos em um momento em que a reação é muito maior do que as ações que realizamos nos eventos. Por causa das mídias sociais, do ciclo de notícias e das histórias que experimentamos, não temos tempo para planejar e realmente agir. A moeda principal é a reação atual. Se você gosta de uma foto ou uma publicação, você tem milhões de compartilhamentos ou faz parte de um movimento com uma hashtag e uma moldura colorida em seu feed. Raiva com o que um político ou celebridade disse e fez. Com a situação de opressão e gritos nas redes sociais ou em grupos de mensagens, hoje é contra. Nos sentimos bem, mas não é o que vai mudar o mundo ou o que vai mudar você.

O que precisamos agora são ações reais, eficazes e rápidas. Coisas grandes levam tempo e levam muita energia para acontecer, mas coisas pequenas podem mudá-las várias vezes e de várias maneiras até encontrarmos uma maneira que funcione para a maioria das pessoas.

Portanto, fazer as coisas que estão agora ao nosso alcance talvez seja mais importante do que pensar em ação global com milhões de pessoas. Porque quando mudamos as pessoas, também mudamos a maneira como vemos o mundo e, assim, o mundo muda conosco.

Então, se você está preocupado com a causa negra, que ações você pode tomar em sua casa, bairro, empresa para proteger e elogiar os negros? Emprega mais pessoas? Ele senta e fala? Ele está tentando ouvir, entender e apreciar o que eles estão dizendo e perguntando? Você não apenas faz caridade e cria hashtags que mudarão o mundo, mas também realiza uma ação que pode mudar sua vida e a vida de outra pessoa pelo resto da vida.

Também funciona para causas LGBTQ +, nativas e especialmente para nossas causas individuais. Queremos mudar o mundo, mas não queremos mudar a nós mesmos. Mude a maneira como agimos, o que comemos, as expressões que falamos. E, de fato, somente fazendo essas pequenas coisas em nossas vidas diárias podemos ajudar muitas outras pessoas a não sofrerem e tudo finalmente “vai bem”. Até alguém reclamar que ele não está lá e começarmos o ciclo novamente.

Em cada uma dessas ações, existe um enorme potencial de esperança para um mundo e uma sociedade melhores. Mas a esperança é um sentimento muito traiçoeiro, porque pode nos deixar de pé no mundo das idéias e nos tirar do mundo da ação. Mas se todos fizerem um pouco de esforço, esse sentimento será apenas uma forma. Nosso corpo.

O mundo parece estar chegando ao fim, mas está apenas mudando. E ainda temos tempo para levá-lo a uma mudança mais justa e igual para todos. Essa mudança não é externa, está dentro de nós.

Não há mais tempo para esperança, porque hoje é a hora de ser ela.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

TURNOZERO.COM PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Turno Zero