o ex-advogado suspeito acredita que ele é culpado da criança desaparecida

O advogado português Serafim Vieira, que trabalhou para o principal suspeito no caso Madeleine McCann – o alemão Christian Brueckner, acredita que pode ser culpado pelo desaparecimento da garota em 2007, escreve o site britânico The Mirror.

Vieira representou Brueckner um ano antes, em 2006, em outro caso, quando foi preso por roubar combustível de veículos pesados ​​no Algarve (Portugal).

“Acho que ele pode estar por trás do desaparecimento de Madeleine”, disse ele em entrevista ao canal de TV português RTP.

O advogado diz que o homem pode ter seqüestrado uma criança, que tinha três anos na época, e vê traços psicopatas no suspeito.

Em 2006, durante uma audiência, o alemão admitiu que já havia cumprido 18 meses de prisão por agredir sexualmente um menor na Alemanha, quando tinha 17 anos.

Como ele não forneceu seu endereço ao tribunal português, Bruckner esteve em prisão preventiva por oito meses.

Ele morava em uma casa de campo alugada nos arredores da Praia da Luz – o mesmo local onde Madeleine desapareceu – mas disse ao tribunal que havia se refugiado em um acampamento, em um depósito de lixo na vila de Barrocal.

Foi apenas recentemente que Brueckner revelou ser um dos principais suspeitos no caso Madeleine.

O alemão de 43 anos já foi condenado por estuprar uma americana idosa que estava de férias em Portugal. Uma irlandesa que foi brutalmente estuprada por um homem mascarado, trabalhando em um hotel perto da Praia da Luz, solicitou a reabertura da investigação do crime, acreditando que ela havia sido atacada por Brueckner.

A polícia também está investigando se o alemão estava ligado aos casos de 1996 de cinco crianças na Alemanha, Bélgica e Portugal.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Turno Zero