O meia-atacante é o novo teste de Simeone no Atlético de Madri – Rafael Oliveira

O Atlético de Madrid, em troca do Athletic Bilbao, estava na perna de volta da La Liga. Embora Diego Costa tenha marcado um gol para a equipe de Simeone, o seguidor atacante chamou a atenção.

Marcos Llorente. O meia chegou do Real Madrid no início da temporada. Havia uma reserva Casemiro e ele desempenhou um papel muito bom nas oportunidades que teve.

Atletas são uma opção no setor de bom nome. Embora tenha perdido Rodri, Thomas Partey, Koke e Saúl ainda aparecem no vídeo como referências de qualquer formação.

Llorente era um herói nas eliminatórias do Liverpool na Liga dos Campeões antes do desfile. Ainda hoje, eram as notícias de Simeone. No 4-4-2, ele jogou ao lado de Diego Costa, que não jogou bem, apesar do gol.

Não é inédito. Por exemplo, no título espanhol 2013/14. O técnico argentino deu a Raúl García muito potencial, transformando-o em atacante.

Foi também a roda final, mas serviu perfeitamente à equipe.

Alguém com uma respiração no campo de ataque e com força física para vencer duelos aéreos, tornando-se alvo de saídas mais diretas da defesa ou nos cruzamentos para a área. Ele marcou gols importantes e se tornou um símbolo, embora seja o 12º jogador.

Marcos Llorente é um pouco diferente. Embora ele seja um excelente jogador de boliche, ele tem agilidade com a bola nos pés e se desenvolveu muito fisicamente, mesmo que não seja um jogador de trompete.

Ainda não corresponde ao perfil do alvo para bolas longas, mas pode se tornar uma alternativa à função, aumentando a possibilidade de pressionar o oponente sem a bola.

Pode ser estranho reduzir o problema a um “meia defensivo”, mas a idéia é válida dentro de certos limites, como mostra o próprio recorde de Simeone no Atlético. Deve-se observar as próximas semanas e ver se foi algo concreto ou o início de um projeto.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Turno Zero