O primeiro foguete Virgin Orbit foi lançado nos EUA – 25.05.2020

Los Angeles, 26 de maio de 2020 (AFP) – A Virgin Orbit fracassou na segunda tentativa de lançar um foguete de um avião a 10.000 metros acima do nível do mar, anunciou a empresa.

Nesse vôo de teste, depois de se soltar da aeronave que o carregava, o foguete se arrastou para a órbita terrestre, mas ocorreu um mau funcionamento.

“A missão terminou logo após o início do voo”, postou a Virgin Orbit no Twitter.

A jovem empresa espacial, fundada em 2012 pelo milionário britânico Richard Branson, procura oferecer um serviço rápido e flexível para lançar pequenas operadoras de satélite (300 a 500 kg), um mercado estrondoso.

O foguete Virgin Orbit, uma máquina de 21 metros de comprimento chamada LauncherOne, não foi projetado para subir na posição vertical, mas será anexado ao fundo da asa da Cosmic Girl, um Boeing 747 personalizado.

Quando a operação atinge a altitude exigida, a aeronave lança um foguete que é lançado ao iniciar seu próprio motor e sobe na órbita da Terra para deixar a carga no espaço.

A fase inicial de testes começou depois que a Cosmic Girl decolou do Aeroporto do Deserto de Mojave, onde existem várias empresas.

O avião voou para a área de destino para pousar um foguete no Oceano Pacífico, na costa de Los Angeles.

“A Cosmic Girl lançou o LauncherOne!” A empresa postou no Twitter.

“Confirmamos a liberação limpa do avião”, acrescentou ele três minutos depois, observando que a missão havia terminado.

Horas depois, a empresa não forneceu mais detalhes. “O LauncherOne manteve a estabilidade após o lançamento e iniciamos o mecanismo do primeiro estágio, o NewtonThree. Foi quando a anomalia na primeira fase do voo apareceu. Saberemos mais porque nossos engenheiros estão analisando a montanha de dados que estamos coletando hoje”.

Antes do voo de teste, a empresa enfatizou que a missão era “a coisa mais complexa tecnicamente” que já tentou realizar.

A empresa não respondeu imediatamente à pergunta da AFP sobre se o foguete estava perdido.

O conceito de lançar um foguete de avião é muito novo. O foguete Pegasus, desenvolvido pelo grupo Northrop Grumman, existe desde os anos 90, mas a Virgin Orbit quer fazer uma versão menos cara do lançamento.

O lançamento de um foguete a partir de um avião permite mais flexibilidade do que o lançamento vertical, porque teoricamente as empresas precisam apenas de uma pista de aterrissagem, em vez de um tapete espacial.

ico / dax / lp / gma / mvv

Boeing

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Turno Zero