Janeiro 26, 2021

Turno Zero

Notícias Completas mundo

Os detalhes do acidente já são conhecidos

As imagens de videovigilância do troço da autoestrada A1, onde ocorreu o acidente que matou a jovem cantora Sara Carreira, já estão na posse das autoridades.

Pelo menos uma câmera móvel capturou as imagens, entre 18h35 e 18h45 do último sábado, em que é possível ver os três confrontos sob uma intensa neblina.

A sucessão de acidentes, ocorrida entre os quilómetros 60 e 61 da A1, no sentido Norte Sul, decorreu numa zona com iluminação e alcatrão drenado. Esse troço está ‘atapetado’ com um dos melhores alcatrões das auto-estradas exploradas pela Brisa, diz o ‘site’ da atelevisão.com.

Segundo o Correio da Manhã, o primeiro veículo que aparece nas imagens é uma van Volkswagen Passat, que faz um trajeto irregular e circula entre a faixa da direita e a do meio, a uma velocidade que aparentemente não ultrapassaria 70-80 km / h. Em seguida, surge o Volvo V50 da fadista Cristina Branco, que colide com a traseira daquele veículo.

Após a colisão, o Volto gira e a traseira vira na direção oposta ao tráfego, sempre com os semáforos acesos. Passat sai da pista e permanece à direita.

A câmera entretanto muda e quando volta a focar na área do acidente Cristina Branco e sua filha de 10 anos estavam na divisória central. Até a chegada do carro que Sara Carreira seguia, pelo menos 10 carros sofreram o acidente sem bater no veículo do fadista ou no Passat.

Foi então que o carro que seguia a jovem cantora tornou-se visível, com os faróis a aproximarem-se a grande velocidade. Naquela ocasião, Ivo Lucas, que dirigia, bateu na lateral direita do Volvo de Cristina Branco. Consequentemente, o carro caiu imediatamente para a esquerda e capotou pelo menos quatro vezes, parando apenas cerca de 100 metros à frente.

Por fim, está o Fiat Palio, que passou pelos destroços do jipe ​​e pegou fogo no fundo.